Reação de Bolsonaro gera críticas de Witzel e da Globo

Governador do Rio e emissora repercutem live realizada na noite de ontem após veiculação de reportagem

Jornal GGN – A transmissão ao vivo realizada pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) nesta terça-feira foi alvo de críticas pelos seus dois principais alvos da live: a TV Globo e o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC).

Bolsonaro fez um vídeo de quase uma hora no Facebook para se defender de reportagem transmitida na TV Globo, elaborada a partir de depoimento de um porteiro do condomínio onde o presidente tem casa no Rio de Janeiro.

Em nota citada no jornal Folha de São Paulo, a TV Globo disse lamentar que o presidente tenha mostrado não conhecer a missão do jornalismo e usado “termos injustos para insultar aqueles que não fazem outra coisa senão informar com precisão”.

Segundo as informações divulgadas pela emissora, o nome do então deputado Bolsonaro foi usado pelo ex-policial militar Élcio Queiroz, suspeito de envolvimento no assassinato de Marielle e do motorista Anderson Gomes em março de 2018, para adentrar ao condomínio.

A emissora ressaltou que a mera citação do nome do Bolsonaro leva o Supremo a avaliar a situação. De acordo com a TV Globo, as informações apresentadas pelo porteiro colocavam um fato em questionamento: a presença do então deputado Jair Bolsonaro em Brasília, naquele dia, com dois registros na lista de presença em votações. “O depoimento do porteiro, com ou sem contradição, é importante, porque diz respeito a um fato que ocorreu com um dos principais acusados, no dia do crime.”

Witzel também divulgou comunicado onde disse lamentar a “manifestação intempestiva do presidente” e que foi “atacado injustamente”. Segundo o governador, “jamais houve qualquer tipo de interferência política nas investigações conduzidas pelo Ministério Público e a cargo da Polícia Civil”.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora