Trump ameaça Índia por causa da exportação de hidroxicloroquina

A decisão da Índia de proibir as exportações de hidroxicloroquina é motivada por seu desejo de fazer um balanço dos requisitos domésticos e garantir que o país tenha o suficiente

US President Donald Trump (L) shakes hands with India's Prime Minister Narendra Modi during a joint press conference at Hyderabad House in New Delhi on February 25, 2020. (Photo by Prakash SINGH / AFP) (Photo by PRAKASH SINGH/AFP via Getty Images)

Jornal GGN – O presidente dos EUA Donald Trump disse na segunda (6) que não descarta uma retaliação à Índia caso o País se recuse a retomar a exportação de hidroxicloroquina. O medicamento anti-malárico é utilizado em pacientes com coronavírus.

“Se ele [Narendra Modi, primeiro-ministro indiano] não permitir que seja entregue, tudo bem, mas é claro que pode haver retaliação. Por que não haveria?”, disse Trump.

No mês passado, a Índia impôs uma proibição da exportação de hidroxicloroquina. Desde então, passou a receber pedidos de compra de outros países, incluindo os vizinhos imediatos Sri Lanka e Nepal.

Leia também: Trump tem interesse financeiro pessoal na cloroquina, revela NYT 

A decisão da Índia de proibir as exportações de hidroxicloroquina é motivada por seu desejo de fazer um balanço dos requisitos domésticos e garantir que o país tenha o suficiente para enfrentar a pandemia de coronavírus, caso a efetividade do remédio venha a ser comprovada.

Leia ainda: A cloroquina pode tratar coronavírus? 5 perguntas e respostas

O governo Trump já criou um estoque estratégico nacional de 29 milhões de doses da droga contra a malária, antecipando que os resultados de seus testes em mais de 1.500 pacientes com COVID-19 em Nova York estão produzindo resultados positivos.

Leia mais aqui.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Descaso de Bolsonaro com SUS perto do colapso repercute na mídia internacional

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome