Vacina chinesa contra Covid mostra segurança em resultados da fase 3

Se o cronograma se mantiver sem percalços, a liberação da vacinação pode ocorrer na segunda quinzena de dezembro, diz jornal

Jornal GGN – A vacina contra coronavírus desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac mostrou segurança nos resultados da última fase de ensaios clínicos, a fase 3. O anúncio foi confirmado pelo governador de São Paulo, Joao Doria, nesta quarta (23).

Os resultados preliminares foram obtidos a partir de testes com 50 mil voluntários na China. Os resultados sobre a eficácia devem estar prontos em novembro.

Segundo a Folha, se o cronograma se mantiver sem percalços, a liberação da vacinação pode ocorrer na segunda quinzena de dezembro.

“Segundo o estudo chinês, houve apenas 5,36% de efeitos colaterais nos participantes do ensaio, todos sem gravidade: dor no local da aplicação (3,08%), fadiga (1,53%) e febre leve (0,21%). Os restantes tiveram perda de apetite, dor de cabeça e febre”, diz o jornal.

No Brasil, a vacina é desenvolvida em parceria com o Instituto Butantan. Os 5.600 dos 9.000 voluntários brasileiros já receberam ao menos uma dose da vacina.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora