No dia 8 de maio de 2019, a estratégia era tão explícita que relatei no “Xadrez do golpe de Bolsonaro a caminho“.

A matéria principal de O Globo de hoje, “Atiradores compraram tanta munição de tiro quanto as forças de segurança” reflete apenas um ano de governo Bolsonaro. E mostra como estão sendo armadas suas milícias e grupos aliados, como clubes de atiradores e forças de segurançaprivadas.

Dados obtidos pelo Instituto Sou da Paz, com base na Lei de Acesso à Informação mostram:

  • os atiradores civis compraram em 2019, pela primeira vez, a mesma quantidade que as forças de segurança pública: cerca de 32 milhões de projéteis.
  • O volume comprado pelo grupo ainda superou em 143% o quantitativo de munições que o Exército informou ter adquirido (13,2 milhões) no ano passado.
  • De 2018 para 2019, as compras diretas dos atiradores subiram 17,2%, enquanto o número de projéteis adquiridos pelos órgãos de segurança pública, incluindo as secretarias de gestão prisional, caiu 14,8%.

Em nenhum momento, Bolsonaro disfarçou seus objetivos, por trás do armamento da população. No dia 15 de junho de 2019, em evento militar no Rio grande do Sul, foi explícito:

— Nossa vida tem valor, mas tem algo com muito mais valoroso do que a nossa vida, que é a nossa liberdade. Além das Forças Armadas, defendo o armamento individual para o nosso povo, para que tentações não passem na cabeça de governantes para assumir o poder de forma absoluta. Temos exemplo na América Latina. Não queremos repeti-los. Confiando no povo, confiando nas Forças Armadas, esse mal cada vez mais se afasta de nós.

Repito que tentei explicar na época.

Peça 1 – O fator Olavo de Carvalho

Depois das últimas escaramuças, não resta dúvida de que a alma do governo Jair Bolsonaro são seus filhos Carlos e Eduardo. E, por trás de ambos, Olavo de Carvalho. Conforme foi possível conferir ao longo desses meses iniciais, todas as loucuras ditas por Olavo e pelos filhos de Bolsonaro têm consequências políticas. Não são meramente bazófias e grosserias. Têm que ser interpretadas ao pé da letra.

Leia também:  "Brasil já paga preço alto pelas palhaçadas de Bolsonaro", diz Financial Times

Três opiniões relevantes para compor essa primeira peça

A opinião de Olavo sobre os militares

É evidente que, para Olavo, os generais representam o maior empecilho para a guerra final contra o marxismo cultural.

A opinião de Eduardo Bolsonaro sobre o armamento para a população

Em mais de um Twitter, Carlos e Eduardo Bolsonaro deixaram claro que armar a população é condição essencial para a libertação do país. Deram como exemplo os EUA dos pioneiros e a Venezuela da Maduro. Se a população tivesse armas, Maduro não imporia sua ditadura.

A hora do enfrentamento, segundo Olavo

 De todos os tuites de Olavo, o que mais chamou a atenção foi o que ele avisa para deixar para mais tarde a briga com o general Villas-Boas. Quem o avisou foi “o anjo da guarda”. Não é necessário muito tirocínio para intuir quem é o tal de anjo da guarda.

É evidente que o sentido da frase embute a questão da correlação de forças. Mas o que impediria, neste momento, se o próprio Bolsonaro deixou claro que, entre militares e Olavo, fica com Olavo? Certamente não é a correlação de forças políticas dentro do governo Bolsonaro, onde Olavo saiu vitorioso. É a correlação entre o bolsonarismo e as forças externas – incluindo aí, os generais.

Peça 2 – o decreto de Bolsonaro

Portanto, é ingenuidade supor que o decreto de Bolsonaro, ampliando desmedidamente o direito às armas seja mero lobby dos clubes de tiro ou da indústria de armas dos Estados Unidos.

É um posicionamento político para impor-se amparado pelo poder das milícias, dos ruralistas, pelas armas nas mãos de seus seguidores, pelos aliados nas empresas de segurança e, provavelmente, por sua influência junto à média oficialidade das Forças Armadas.

As ligações de Bolsonaro e do PSL com as milícias são óbvias. E há evidências de monta sobre sua proximidade com os mercadores de armas. Dono de um arsenal de 120 armas pesadas, o ex-PM Ronnie Lessa era vizinho de condomínio de Bolsonaro. Ligado a tantos milicianos, colega de tantos ex-militares que vieram dos porões, é impossível que Bolsonaro não soubesse das atividades de Ronnie Lessa

Leia também:  Bolsonaro não vai cair; será banido, por Gustavo Conde

Aqui o primeiro mapa feito mostrando essas ligações.

Peça 3 – as ligações com a indústria de armas dos EUA

No artigo “Xadrez da indústria de armas e o financiamento da direita” mostrei as estreitas ligações entre o lobby das armas e o avanço da ultradireita no mundo. Mostra também a associação dos Bolsonaro com a NRA, a associação dos fabricantes de rifles dos EUA.

Dizia a matéria;

No dia 10 de novembro de 2018, o site da America´s 1st Freedom, da NRA, dizia (https://goo.gl/F7mkKV):  “Tiremos o chapéu para Bolsonaro por ver a situação pelo que realmente é”.

Um ano antes, em 2017, Jair e Eduardo Bolsonaro foram recebido com todas as regalias pela NRA, conforme reportagem da Bloomberg (https://goo.gl/KWcMhy):

“Enquanto estavam lá, eles experimentaram uma AK-47 e outras armas de assalto. Depois, Eduardo, vestindo uma camiseta “F — ISIS”, segurou cartuchos de grande calibre para a câmera e expressou consternação por eles poderem “ter um problema” se tentassem trazer a munição para o Brasil.”

Quando entrou em crise, depois de ter defendido o armamento para a população dias antes da chacina e ela passou a ser alvo generalizado de críticas, inclusive do prefeto de Nova York, a saída foi invocar Deus:

A reação da NRA veio através de seu líder, Wayne LaPierre, alertando contra uma “agenda socialista” por trás das campanhas contra o desarmamento. E dizendo que o direito às armas “é garantido por Deus a todos os americanos como direito de nascença” (https://goo.gl/QKwpaa).

A atuação política da NRA é fundamentalmente contra as instituições, das quais a mais visada é a imprensa.

Leia também:  Empresas de cosméticos retiram apoio a Salles

Peça 4 – o fator Wilson Witzel

O governador carioca Wilson Witzel está claramente preparando sua polícia – civil e militar – para a guerra. Pode-se supor que seja contra as organizações criminosas adversárias das milícias. O que aconteceria com essa estrutura armada, caso o bolsonarismo decidisse peitar a hierarquia das Forças Armadas?

É mais uma evidência do posicionamento dos bolsonaristas.

Peça 5 – o caos que se avizinha

Não há a menor possibilidade da economia melhorar. A equipe econômica conduzida pelos inenarráveis Paulo Guedes e Mansueto de Almeida, parecem determinados a inviabilizar o país, a pretexto de cumprir a Lei do Teto. E sempre com a promessa impossível de que tudo irá melhorar, em um passe de mágica, se for aprovada a reforma da Previdência.

Todas as medidas tomadas parecem ter o intuito de promover a reação da população. Pode ser mera miopia política, de economistas desvairados, pode ser a busca do álibi para o confronto final contra o tal do “marxismo”, que os bolsonaristas vêem até nas Forças Armadas.

De qualquer modo, a cada dia que passa o desalento será maior, assim como a corrosão na popularidade de Bolsonaro. Isso explica a pressa em acelerar providências, a pretexto de recuperar o contato com a base.

O país corre o mais sério risco da sua história, de ser efetivamente controlado por organizações criminosas. Seria relevante que caísse a ficha das instituições – STF (Supremo Tribunal Federal), Forças Armadas e Congresso, antes que seja tarde.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

29 comentários

  1. “Cair a ficha”…

    São PARTÍCIPES, Nassif; são integrantes ativos do bloco da boçalidade e da mentira. Celso Melo acabou de ganhar o prêmio da rede globo. E só esperar o que vai vir por aí.

    29
    1
    • Lucinei Lucena (domingo, 02/02/2020 às 09:39),
      Dizer que o STF faz parte do bloco da boçalidade não faz sentido. Aliás, também não faz sentido Luis Nassif partir de qualquer frase rasa como sempre de Bolsonaro para afirmar que Bolsonaro prepara um golpe. E o sentido ainda é menor quando a conclusão é obtida da seguinte frase rasa como sempre de Bolsonaro:
      “Além das Forças Armadas, defendo o armamento individual para o nosso povo, para que tentações não passem na cabeça de governantes para assumir o poder de forma absoluta. Temos exemplo na América Latina. Não queremos repeti-los. Confiando no povo, confiando nas Forças Armadas, esse mal cada vez mais se afasta de nós.”
      Esse é o argumento fajuto que se utiliza nos Estados Unidos para a liberação de armas para a população. De todo modo, é um argumento, se se pode dizer que se trata de um argumento, em prol da democracia e não contra ela.
      Clever Mendes de Oliveira
      BH, 05/02/2020

  2. O que se descreve aqui não é propriamente um golpe de estado. É um assalto. Um arrastão. Uma invasão militar.

    Vai ser tudo na marra? E o país, não vai parar? Vamos trabalhar no dia seguinte, normalmente?

    Vejo uma certa ingenuidade na análise. Mas… estamos no Brasil! Onde tudo pode acontecer, inclusive nada.

    24
    5
  3. Creio que a sofreguidão com que o jornalista queira fazer valer suas teses esteja desconsiderando pontos significativos da dinâmica social para a simples imposição de um golpe. Ou de um assalto ao poder, como parece sua descrição. A menos que se acredite que todo o país seja um grande gueto. Quem sabe?

    10
    19
    • Que há gente imbecil aos borbotões não tenho dúvidas, quando não mal intencionadas…. lembro que fui em uma grande loja do Brás, ocupava toda uma esquina, o proprietário espumando de raiva dizendo que Dilma iria conficar a poupança…..respondi que não tinha lido tal insanidade em lugar nenhum e que meus caraminguas continuariam depositados….veio o impeachment e nada de confisco….fico imaginando como aquele cidadão gerenciava o seu negócio…..o infeliz fechou, claro ….e com certeza deve culpar Lula, Dilma, mao, Fidel e toda a turma…..por isso não espero racionalidade dessa turma…..

      23
  4. O país já está nas mãos do crime organizado, faz tempo……. atualmente apenas perderam a vergonha e deixaram explícito o seu poder…… inclusive matando…..
    Esperar algo de um congresso vendido, presidido por um senhor de menor qualificação, que apenas está preocupado em retirar direitos e reduzir salários de trabalhadores, como se isso fosse o maior mal do país, é querer tirar leite de pedra ….um congresso inepto, incompetente, que custa dez bilhões de reais/ano ao país, mas que se preocupa em cortar salário de quem ganha acima de três míninos….
    E por que desgraça dão tanta importância para as ideias malucas daquele senhor……o problema é o infeliz testa de ferro do rentismo abutre e cafajeste que se acredita presidente…..tirem-no e o restante voltará a ser irrelevante para a maioria, que retornem ao cercadinho reservado para cães raivosos…..

    13
    1
  5. a ficha não vai cair para os citados “STF (Supremo Tribunal Federal), Forças Armadas e Congresso” simplesmente porque eles são os sócios da desgraça atual.
    Vc consegue apontar qualquer um desses aí, e podemos incluir a imprensa, que não foi participante ativo do golpe de 2016?

    24
  6. Com 20% dos votos e com um grupo armado como aliado, o projeto de poder do Bozo se explícita: pode dividir ou aniquilar qualquer governo…

  7. Como sempre,tudo pode acontecer, inclusive, como se diz,nada!.
    Qualquer que seja a alucinação dessa gente, nada ou quase nada poderá ser feito sem uma melhora significativa na economia.
    Pode ser até que consigam porque as condições existem. A capacidade instalada da indústria, hoje,é muito maior do que o que é produzido efetivamente.
    Com a taxa de juros em patamares bem civilizados, se o governo quiser,basta apertar o botão do crédito barato para a roda da economia voltar a girar e,daí, armas ou não armas,serão assuntos de menor importância.

    3
    1
    • “Instituições criminosas” é um oxímoro.

      Mas que país com esta dimensão, centenas de milhões de habitantes, economia (ainda) complexa, sujeito aos interesses dos mais diversos, não sofre uma ponderável influência de atores criminosos?

      O que deve haver é, aí sim, instituições fortes de monitoramento e combate paulatino a ações criminosas.

  8. Xadrez tá muito bom…
    porque esses aí não querem apenas o direito de possuir armas, querem também e principalmente o direito de matar sem ser investigado com rigor

    E mataram a Marielle apenas para ver qual seria a reação de uma outra milícia, a pior delas, a milícia constitucional………………

    ou para confirmar se ela realmente continuava sendo de oposição ao poder político. Nem precisava

    sempre estiveram juntas, a armada e a judicial, simplesmente porque esta, a judicial, permitiu

  9. Enfim o Brasil cumpre seu glorioso destino: mexicanização. Não se trata de preconceito com nossos hermanos, apenas a constatação de que grandes países latinos nunca poderão passar de colônias dominadas por criminosos. O presidente Lopez Obrador provavelmente não resistirá.

  10. Xadrez tá muito bom…
    porque esses aí não querem apenas o direito de possuir armas, querem também e principalmente o direito de matar sem ser investigado com rigor

    E mataram a Marielle apenas para ver qual seria a reação de uma outra milícia, a pior delas, a milícia constitucional………………

    ou para confirmar se ela realmente continuava sendo de oposição ao poder político. Nem precisava

    sempre estiveram juntas, a armada e a judicial, simplesmente porque esta, a judicial, permitiu

  11. Isso tudo era visível desde 2015 com a tal “Ponte para o Futuro”, senão vejamos:
    1. Afastar na marra um governo nacionalista;
    2. Implementar à força uma política neoliberal selvagem;
    3. Neoliberalismo selvagem gera desemprego, pobreza e insatisfação como o Chile e outros mostraram;
    4. Usar a imprensa porca para convencer todos que estava tudo bem, mesmo indo tudo mal, ou seja, tratar toda uma população idiota como idiota sem ela suspeitar que é idiota;
    5. Preparar o judiciário (Pacote anti-crime do Moro), as forças armadas (regalias) e as milícias (liberação das armas) para dar combate uma população desesperada e enfurecida;
    6. Quando o papel da imprensa começar a falhar (longe ainda, porque brasileiro gosta de fazer papel de idiota) usar a força para empurrar o neoliberalismo goela baixo à força.
    7. Isto deixa claro que o neoliberalismo só funciona num Estado policial repressor.
    Nunca foi difícil entender isso. Não entendo o espanto com o Bolsonaro, judiciário e esse lixo todo, como se fosse a descoberta da roda….

    7
    1
    • disse tudo…
      maioria que elegeu desconhece que as milícias são formadas para atuar contra o governos

      e como se tornaram governo por aqui, vão atuar, como já atuam, contra quem?

      Sem falar que vai conseguir se infiltrar no STF, porque as milícias armadas, e é da história recente, não respeitam e são contra qualquer poder independente, principalmente quando colaboradores, mas com mais poder do que eles, motivo de querer ter o direito de matar qualquer um

      coisa ficou tão surreal que poderemos ficar com um único poder, ou 3 iguais

  12. Repito :

    O Brasil foi desmontado para a familia Bozonaro tomar de conta e ter como propriedade sua com STF tudo junto. Um sonho para qualquer milicia é ter um pais para chamar de seu. Coisa de louco, mano

  13. Vamos lá:
    Com toda marra, em 1995 o “valente” defensor do armamento teve sua arma tomada num assalto. Deu sorte que foi em 1995, fosse hoje além de perder a arma teria morrido. Sirva de aviso para o cidadão comum que se sinta protegido, ou “valente” com uma arma na cintura.
    Por outro lado, a compra de 32 milhoes de projéteis representa 1/3 de munição por brasileiro com mais de 18 anos. Ou seja, a indústria de armas que banca estes malucos ainda tem muito a lucrar.
    Já uma guerra se faz com equipamento muito acima das armas de mão, portanto não vejo dificuldade para as FA’s derrotarem milicias. O que, acredito, mantem as FAs inertes ante humilhações infligidas por idiotas como o astrologo e seus pupilos, é que os EUA ainda não deram o OK para que se mude o regime.
    Quanto ao RJ, apesar do péssimo governante que temos, vejo como positivo o movimento para armar as polícias, desde que, claro, sejam neutralizados os maus elementos que existirem seus quadros. E em algumas ações recentes contra facções criminosas vejo que estes maus policiais começam a aparecer nos jornais.
    Aliás, sobre o RJ, nunca entendi direito o que Temer quis dizer com “golpe de mestre” ao falar sobre o decreto de intervenção por ele assinado. Na ocasião, levantaram-se hipóteses relacionadas à votações de “reformas” no congresso. Será?

  14. …mas ai tem a Regina Duarte pra reforçar a imagem dela e de Bozonaro como vitimas de artistas malvados que mandam remover fotos de propaganda no instagram

  15. DESDE O GOLPE DADO PELO CONLUIO GRANDE MÍDIA e parte do judiciário já vivemos num estado de exceção ( seletivo – tudo teria iniciado com as infamias do mensalão, as quais se sucederam vertiginosamente no tempo).
    se é criminoso ou não, é questão de clasaificação e de posição social – se o cara tá morrendo de fome por causa da expropriação que sofre cotidianamente deveria saber que alguém está´praticando algum crime contra a sua vida.

  16. Ponha na conta do Lula, Nassif. Foi ele quem preferiu eleger o Bolsonaro a tirar o PT do cenário político para que outra força de esquerda ascendesse. Explicite o pecado mas nomeie quem o encomendou.

  17. Caro Nassif, sua análise é impecável a menos de um “detalhe”: o golpe já ocorreu, calma e subrepticiamente. Já vivemos sob um estado de exceção, enganados pela mídia de que estamos dentro da normalidade. A repressão já existe e irá aumentar paulatinamente. A direita entendeu a metáfora do sapo na panela quente e na panela morna. Estamos na panela morna, a água está esquentando devagar e não estamos percebendo. Não haverá uma ruptura brusca.

  18. Enfim você concordou que os criminosos brasileiros, vendo a COMPLETA falta de reação contra eles, decidiram tomar abertamente o poder. Agora o que vocês irão fazer a respeito?

    Irão liquidar os criminosos ou irão para o matadouro em silêncio?

  19. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome