Hy-Brazil: Lava Jato & Associados (III), por Arkx

a medida que uma investigação avança, todos os envolvidos são paulatinamente desmascarados. mas sempre há um passo a frente. o momento no qual o investigador, ao se encarar perplexo no espelho, finda por involuntariamente desmascarar a si mesmo.

os Brasis: Lava Jato & Associados (II)

23/01/2018

os vazamentos vil e amplamente utilizados pela Lava Jato & Associados se voltaram contra ela.

ao experimentar do próprio veneno e ser ferida com a própria arma, ficou exposto aquilo que nosotros sempre tivemos convicção mas ainda carecia de provas: se prometeu passar a limpo o Brasil, a Lava Jato & Associados tão somente reproduziu um secular Judiciário fora da lei, seletivo, venal, classista, corporativo e partidarizado.

estamos em mais um daqueles momentos, como o Golpeachment e a prisão de Lula, nos quais a crise abre a possibilidade de no intenso momento do agora nascer o futuro.

dentre todas as suas bifurcações, qual futuro agora materializamos? com o cadáver do rei nu apodrecendo às vistas de todos, o que a Ex-querda tem a propor?

vozes se levantam a proclamar que o “sistema” como um todo faliu e é preciso por abaixo a Bastilha, algo que só o povo nas ruas deve fazer?

precisamos de uma Esquerda que não tenha medo de se assumir como tal.

precisamos de lideranças que, a exemplo de Bolsonaro, não hesitem em reverberar a falência do sistema político, mas, ao contrário daquele, tenham propostas claras e concretas para inaugurar um novo ciclo.

– Lula Livre;

Leia também:  Mais um programa à la Abraham Weintraub, por Rogério Maestri

– Moro e Dallagnol na cadeia;

– nulidade das Eleições de 2018 e novas eleições em 90 dias;

– convocação Assembléia Nacional Constituinte, livre, aberta e garantida por participação popular direta;

– democratização do Judiciário.

apesar de Moro e Dallagnol não poderem ser processados com base no material divulgado, dada seu comprometimento de origem sem autorização legal, a defesa de Lula pode, e deve, pedir a anulação dos processos do triplex e do sítio.

ainda assim se tratam de evidências mais do que suficientes para abertura de inquérito legal, do qual surgirão as provas legalmente obtidas para colocar atrás das grades a Lava Jato & Associados.

uma Assembléia Constituinte pode, e deve, dissolver o atual Congresso e o STF, posto caber a ela constituir novos poderes, visto os atuais estarem ilegítimos pois corrompidos pelo Golpeachment e pela fraude das Eleições de 2018.

esta Assembléia Constituinte deve romper com o vencido paradigma da representatividade e se dar, portanto, através de um processo direto de referendo popular, não apenas para legitimar o texto final mas para o elaborar coletivamente.

só o Poder Popular derruba a Bastilha.

quanto a Lula, é inevitável que seja dele a principal capitalização política tanto do atual cenário, quanto de todos os seus desdobramentos.

a volta de Lula é inexorável. faz parte do processo histórico brasileiro. para o bem e para o mal. como o Getúlio de 1950, Lula tem um novo encontro marcado com a História.

muito embora Lula jamais proponha mudanças radicais, é o próprio processo político quem demanda esta radicalidade. ou virá pela Esquerda, com Lula ou não. ou pela Direita, como por ora tem sido.

Leia também:  Moro publica nova portaria que abranda regras de deportação sumária de estrangeiros

para dar prosseguimento ao projeto de um Brasil neo-colonial e semi-escravagista, ainda mais um pacto entre as elites se anuncia, agora batizado de “pacto entre os poderes”.

resultará inútil. larva alguma brotará deste cadáver infecundo.

não há saídas. ou a Esquerda assume a vanguarda das mudanças estruturais. ou os Generais vão fechar o regime.

ainda assim, um fechamento aos moldes do AI-5 apenas será uma vã e repetitiva fuga para a frente, em direção a nenhuma perspectiva de recuperação da economia e nenhum cenário externo de superação da crise sistêmica do Capital.

à nossa frente, o caos, a barbárie e a extinção.

ou…

anteriormente:

os Brasis: Lava Jato & Associados (II);

Lava Jato e Associados.

.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora