Lula venceria eleições com 51,7% no 1º turno, mostra pesquisa Quaest

Lula pode vencer as eleições no primeiro turno, mostra pesquisa eleitoral Quaest. Lula tem 45% contra 31% de Bolsonaro

São Paulo, 7 de maio: lançamento oficial da candidatura de Lula à presidência da República (Foto: Ricardo Stuckert).

Lula pode vencer as eleições no primeiro turno. É o que mostra a pesquisa Genial/Quaest divulgada nesta quarta (06). Lula conquistou 45% das intenções de voto contra 31% de Jair Bolsonaro.

Em votos válidos, Lula ganharia as eleições com 51,7%. Os votos válidos desconsideram os votos em branco e nulo. A pesquisa não mostrou diferenças, em margem de erro, para a rodada anterior, realizada em junho.

Com os resultados, Lula tem uma liderança de 14 pontos acima do atual mandatário.

A pesquisa também revelou que as opções da chamada “terceira via” não emplacaram: Ciro Gomes (PDT) registra 6% das intenções de voto e Simone Tebet (MDB) tem somente 2%.

Ainda há 6% de pessoas que informaram votar em branco, nulo ou não votarão e 6% que estão indecisos.

Outro questionamento da pesquisa foi se o voto era decisivo ou poderia mudar. Para 64%, o voto está decidido, mas para 34% a escolha ainda pode mudar.

Segundo turno

No segundo turno, Lula venceria com 53% dos votos contra 34% de Jair Bolsonaro. A pesquisa mostra uma pequena oscilação favorável ao atual presidente, em comparação ao balanço anterior.

Eleitor de Lula

A maior porcentagem dos eleitores de Lula estão na região Nordeste do país, são mulheres, recebem até 2 salários mínimos e católicos.

A pesquisa ouviu 2 mil pessoas, entre os dias 29 de junho e 2 de julho, com margem de erro estimada de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

2 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fernando Aquino Freire

- 2022-07-07 07:20:09

Presidente TRÊS EM UM: três anos de maldades e um de bondade. Está aí a SEGUNDA FACADA DE BOLSONARO: a PEC Eleitoreira.

Flavio Lanzarini

- 2022-07-06 23:23:37

Sou Lula. E até por isso, prezo pela informação correta. Entendo ser um equívoco disconsiderar os indecisos quando se procura avaliar as possibilodades de vitoria no primeiro turno. Voto indeciso não é voto em branco ou abstenção. Todas as mídias progressistas estão cometendo este mesmo erro, o que, no meu entender, acaba por permitir que se afirme que trata-se de um jornalismo parcial. Abraços Lula 13

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador