Como o implacável Sérgio Moro livrou a cara do futuro aliado Paulo Guedes

A reportagem de hoje, da Folha, sobre a maneira como a Lava Jato poupou de denúncia o atual Ministro da Economia Paulo Guedes, é significativa da corrupção que tomou conta da operação.

RIO DE JANEIRO, RJ, 01.11.2018 - O juiz federal Sergio Moro, responsável pela Operação Lava Jato, e o guru econômico do pesselista, Paulo Guedes, aparecem em portaria do condomínio onde mora Jair Bolsonaro, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, após reunião com o presidente eleito, em que o juiz aceitou o convite para o Ministério da Justiça. (Foto: Ian Cheibub/Folhapress)

Dia desses, conversava com um alto membro do Judiciário que havia participado de um seminário na Universidade de Lisboa tempos atrás. Chegando lá, surpreendeu-se com a retórica dos velhos juristas portugueses, que eram taxativos: Sérgio Moro é corrupto. Isso porque é a maneira como o mundo civilizado se refere a um juiz que interfere em resultado eleitoral e, em seguida, é convidado para Ministro da parte vencedora.

A cada dia que passa, vão ficando mais delineados os contornos dessa corrupção.

[O GGN prepara uma série no YouTube que vai mostrar a interferência dos EUA na Lava Jato. Quer apoiar o projeto pelo interesse público? Clique aqui]

A reportagem de hoje, da Folha, sobre a maneira como a Lava Jato poupou de denúncia o atual Ministro da Economia Paulo Guedes, é significativa da corrupção que tomou conta da operação.

Segundo a reportagem,

Hélio Ogama, ex-presidente da Econorte, firmou acordo de delação premiada e declarou em julho do ano passado que a prestação de serviços da Power Marketing à Tibagi era fictícia.

O próprio Nasser afirmou, em depoimento prestado durante buscas da Polícia Federal em sua casa, que sua empresa não funcionava e que recursos nela aportados foram usados em campanhas políticas.

Mas o depoimento foi anulado por Moro em junho de 2018, acolhendo pedido da defesa do assessor.

O então juiz declarou o interrogatório ilícito, pois o MPF não advertiu Nasser, que era advogado, de que tinha o direito de permanecer em silêncio.

Leia também:  Três vazamentos e três posturas diferentes de Sérgio Moro, por Fernando Haddad

O juiz que autorizou escutas em escritórios de advocacia que defendiam Lula descobre uma brecha jurídica improvável: os procuradores não advertiram o advogado de que ele tinha prerrogativas de advogado.

A peça de acusação dedicou uma mero rodapé de página ao envolvimento de Paulo Guedes com a operação.

No início de novembro de 2018, o vice-presidente Hamilton

Mourão admitiu que o convite a Moro, para ser Ministro da Justiça, foi feito no início da campanha. E o mensageiro foi o próprio Paulo Guedes (clique aqui).

O anuncio oficial foi feito no próprio dia 1º de novembro.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

15 comentários

    • Paulo Guedes deve ser expulso do governo e preso, por se valer de cargo público para defender interesses privados! Esse sujeito está no governo a serviço do sistema financeiro internacional, para promover a entrega de nossas empresas altamente rentáveis (que podem servir de suporte a implementação de políticas públicas…educação, saúde, entre outras), para a iniciativa privada e até mesmo para empresas estatais de outros países!!!

      5
      1
  1. Pretendo ir hoje ao BB, onde tenho CC, sacar na boca do caixa R$ 5.000,00, valor limite. Se não for atendido, só porque não tenho fundos, entrarei com pedido junto ao Ministério da Justiça para que o dinheiro me seja entregue, pois nunca fui advertido pelo banco de que não tinha a prerrogativa de fazer saque sem fundos.

    14
    2
      • Não, meu caro. Nem roubo, nem crime. Nem descuido, nem 171. Tudo ás claras. Se você não entendeu ou não quis entender é por deficiência cognitiva. Seja qual for o caso, uma resposta condizente com tempos bolsonaros, que amenizo em respeito ao blog e comentaristas outros: Vai a….catar coquinho !

    • Peraí companheiro, com esse valor não precisa fazer reserva antecipada. Saque um valor que eles não tenha que te comunicar por e-mail ou telefone antecipadamente que você não tem fundos.

      Eu sei, é tudo bricadeira, mas é uma boa analogia, parebéns!

  2. O marreco de Maringá merece ser estudado pela ciência forense. Sua psicopatia é superior a de qualquer elemento que esteja preso no sistema prisional do Brasil. Depois de tudo que já foi provado contra ele na condução, em conluio com o MPF, do julgamento de Lula, de todo o mal que causou ao país participando do golpe de 2016, inicio da farsa que acabou por eleger o Bozo, continua impassível no cargo que recebeu pelo trabalho sujo, ainda que diariamente humilhado pelo chefe. Como esse sujeito volta para casa e olha para sua família?? Como enfrenta seu dia a dia diante de seus subordinados?

    19
    2
  3. Tenho um amigo que mora em Salvador que é irmão do jornalista Bob Fernandes, que entrevistou Lula recentemente. Em janeiro último nos encontramos em um bar e o Bob disse estar otimista em relação à queda (segundo ele próxima) do presidente que tinha acabado de assumir devido à enorme quantidade de sandices e trapalhadas que já protagonizava. Discordei, argumentando que quem colocou estes “elementos” aí não estão no Brasil, e detém a prerrogativa de fazer o que quiserem atualmente com nosso país, e esta realidade dificilmente mudará a médio prazo.
    Esta é, na minha visão, a única explicação para este teatro de horrores seguir solenemente nos assombrando.

    14
    1
  4. A verdade é uma só: todos ali envolvidos (Incluí juizes, procuradores, advogados, setores da imprensa) sabiam desta maracutaia, que foi gerida no bacanal do golpe.
    Não existe inocente neste conluio que transformou o país numa republiqueta que atuamente serve apenas como objeto de escárnio do mundo.

    2
    1
  5. “O juiz que autorizou escutas em escritórios de advocacia que defendiam Lula descobre uma brecha jurídica improvável: os procuradores não advertiram o advogado de que ele tinha prerrogativas de advogado.”

    Depois de uma revelação dessa, tem que ter muita cara de pau para continuar com a bunda na cadeira de ministro da Justiça e Segurança Pública.
    Vaza, Moro!!! Tenha um pingo de vergonha nessa cara!!!

  6. Um Chicago boy, que ministra segundo seus interesses econômicos como fez no Chile do ditador Pinochet tendo como aliado um psicopata que se atreve em falar de justiça. Que país é esse meu Brasil???

  7. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome