O acidente e os leitores

Enviado por: Jorge Piloto

Pessoal,

Já voei muito nessa região e tenho quase certeza que a causa mais correta do acidente não foi o transponder do Legacy que deu defeito, mesmo se estivesse, na tela do RADAR de Brasilia apareceria um ponto móvel dirigindo-se ao encontro do Gol 1907.

Os controladores que cuidam dessa região, comunicariam com o Gol 1907 para que nunca subisse ou descesse pois não saberiam a altitude do Legacy que neste momento era um só ponto móvel. Fariam com que o GOL desviasse para a direita, conforme regras do Regulamento de Vôo, muitas milhas antes dois dois ponto se cruzarem.

Sou piloto e tenho a convicção que houve falha de controle, pois nessa região quase não se fala, quase não se ouve. O acidente aconteceu em uma área de transição do Controle do Centro Amazônico com o Controle de Brasília, divisão de fronteiras do espaço aereo brasileiro interno.

Acho absurdo falarmos em transponder desligado. Podemos exemplificar uma situação que as duas aeronaves não teriam transponder nenhum a bordo, mas nas telas dos controladores apareceriam dois ponto se convergindo e a regra é clara, desviar ambas para a direita, nunca subir e descer, só se não pudermos falar com as duas aeronaves.

Enviado por: luiz claudio

Caro Luis,

este transponder e utilizado na familia Boeing. Aeronaves executivas mais novas utilizam equipamentos digitais mais avancados.

O que ninguem comentou ate agora e que o Centro Brasilia teve muito tempo para coordenar com o Centro Manaus uma altitude diferente para o GOL 1907 e nao o fez. Esta atitude evitaria o acidente, ja que a altitude do outro aviao era desconhecida.

Um abraco.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora