fbpx
Início Tags Caminhada do Silêncio

Tag: Caminhada do Silêncio

Caminhada do Silêncio… coloque o luto na janela e que a luta nunca finde

Vigília pela Democracia e pelas vítimas de violência do Estado. Mais relevante do que nunca nesses tempos de governos genocidas

No dia de hoje, 17 de março – Heleny Ferreira Telles, presente!

Heleny representa um daqueles casos de “desaparecimento total”, onde não há nenhum vestígio sobre o destino da pessoa presa por forças estatais

No dia de hoje, 16 de março – Alexandre Vannucchi Leme, presente!

No cárcere, Alexandre foi torturado por cerca de dez agentes, que se revezaram em duas equipes, de modo que ele ficou mais de 24 horas sendo interrogado sob tortura.

No dia de hoje, 10 de março – Ezequias da Rocha, presente!

Ezequias era o proprietário do carro que tinha sido utilizado pelo casal Luís Alberto e Miriam Verbena, cuja morte relatamos no dia de ontem, 09 de março, nesta série.

No dia de hoje, 09 de março – Luís Alberto Benevides e Miriam Verbena,...

Dois meses após as mortes de ambos, o jornal Diário de Pernambuco, em 12 de maio de 1972, noticiou uma suposta vitória da ditadura: – a desarticulação de militantes do PCBR que atuavam em Recife

No dia de hoje, 07 de março – Amaro Félix Pereira, presente!

Acusado de praticar “atividades subversivas”, foi preso pela primeira vez em 1964, em sua residência, quando presenciou sua esposa ser violentada por policiais, o que provocou um aborto.

No dia de hoje, 6 de março – Dimas Casemiro, presente!

Em 06 de março de 2020, Dimas Antônio Casemiro, nascido em Votuporanga/SP, na Fazenda Marinheiro, se ainda estivesse vivo, completaria 74 anos.

No dia de hoje, 5 de março – Margarida Alves, presente!

Foi a primeira mulher a assumir a presidência do Sindicato de Trabalhadores Rurais de Alagoa Grande (PB) e colaborou ativamente para a fundação do Movimento de Mulheres do Brejo (MMB).

No dia de hoje, 4 de março – por Lucimar Brandão Guimarães

Já clandestino, foi preso no dia 26 de janeiro de 1970 e indiciado no Inquérito Policial Militar que havia sido instaurado para investigar as ações da VAR-Palmares.

Bolsonaro demite presidente da Comissão Especial de Mortos e Desaparecidos

A exoneração acontece um dia depois de Eugenia Gonzaga ter se manifestado contra a declaração de Bolsonaro sobre a morte de Fernando Santa Cruz, desaparecido político.

Vozes que não se silenciam organizam movimento para denunciar violência do Estado. Ontem e...

Com leitura de manifesto e apresentação de artistas, entidades se articularam para reafirmar compromisso com a democracia e direitos humanos

“Vozes do Silêncio”: movimento contra a violência do Estado será lançado dia 24 de...

Mobilização objetiva – a partir do resgate da verdade e da memória sobre reiterados atos de violência do Estado – contribuir com a luta pelo fim da impunidade, pela não repetição e pela promoção da Justiça. Atividade conta com apoio da PFDC.

O 31 de março e os anseios da Nação Brasileira

Há 55 anos, em nota oficial o Ministério da Defesa apontava o golpe como consequência dos “anseios” da população. Instituição precisa “pedir desculpas à Nação brasileira por lhe imputar tamanha responsabilidade”, pondera Presidente da Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos Políticos (CEMDP).

Caminhada do Silêncio homenageará mortos e desaparecidos políticos no dia 31 de março

Concentração começará às 16h na Praça da Paz (parque do Ibirapuera) e terminará no Monumento pelos Mortos e Desaparecidos Políticos. Proposta é refletir sobre violações de direitos humanos durante ditadura civil-militar e contará com a presença dos músicos Renato Braz, Mário Gil, Vicente Barreto, Breno Ruiz, Roberto Leão, Fabiana Cozza, Jean Garfunkel, Eduardo Gudin, Karine Telles e Lela Simões.

Mais comentados

Últimas notícias