newsletter

Luis Nassif Online

Ministérios são acertos políticos. Sem minimizar a competência técnica, é onde se montam as alianças; por Luis Nassif
51 comentários
Quem é de fora de São Paulo arrume a trouxa, quem for de Sampa reserve a agenda. O sarau deste ano é no Magnólia
16 comentários
Ao estender para 2014 a quebra de sigilo das empresas de Yousseff, juiz quer encontrar sinais da Lava Jato na campanha
217 comentários

O Colapso da Riqueza e a Revolução do Cashmere, por Luiz Alberto Vieira

 
A revista britânica “The Economist” classificou como a “Revolução do Cashmere” a manifestação do dia 22 de outubro de apoio ao candidato de direita Aécio Neves. Segundo a publicação, barões dos negócios e financistas não são conhecidos por tomar as ruas, mas nesta data milhares deles ocuparam a extravagante avenida Faria Lima para apoiar o candidato mineiro. Pessoas vestidas com camisas bem passadas e com as iniciais bordadas empunhavam bandeiras de seu candidato, enquanto socialites bem vestidas entoavam frases contra o PT. Para os britânicos, faltaram apenas taças de champanhe na Revolução do Cashmere.
 
Os revolucionários do cashmere estão fartos do intervencionismo estatal petista e o responsabilizam pelas baixas taxas de crescimento e pelo aumento da inflação. Muitos deles afirmam que o país nunca esteve tão mal.
 
Tais afirmações deixam economistas atônitos, uma vez que a renda desta parte da população teve substancial crescimento nos 12 anos de governo petista. A renda domiciliar real per capita do 1% mais rico aumentou 27% neste período, passando de R$ 9,6 mil para R$ 12,3 mil.  A parcela da população que pertence aos 10% mais ricos também não pode reclamar neste quesito, pois sua renda aumentou 29% no período passando de R$ 3,4 mil para R$ 4,4 mil.
Média: 4.4 (13 votos)

Nada além do discurso neoliberal na reunião do G20, por J. Carlos de Assis

O comunicado final da reunião do G20 em Brisbane reconhece um estado de virtual estagnação ou recessão da economia mundial, em especial nos países industrialmente avançados, com a exceção dos Estados Unidos, da Inglaterra e do Canadá. Estes registram algum crescimento. Entretanto, não se dá ao trabalho de explicar essas exceções. A partir do reconhecimento da estagnação generalizada faz recomendações e anuncia compromissos. Não é possível levá-los a sério, pois são intrinsecamente contraditórios.

Tanto o Comunicado quanto o Plano de Ação recomendam timidamente aumento de gastos públicos, sobretudo em infraestrutura, para estimular a demanda a curto prazo. Contudo, acrescentam imediatamente que isso deve ser feito promovendo a “sustentabilidade fiscal”. Ora, para quem conhece os códigos isso significa alvejar roupas com tinta nanquim: para ser eficaz contra a estagnação o gasto público deve ser deficitário, como ensinou Keynes. Isso implica necessariamente aumentar a dívida pública em relação ao PIB até a retomada, quando será possível começar a pagar a dívida sem grandes sacrifícios.

O fato é que o espectro neoliberal rondou o encontro de Brisbane, assim como a todas as reuniões do G20 desde a de Toronto, em 2010. Foi nessa reunião que os líderes mundiais, revertendo uma linha de compromissos assumidos desde a reunião em Washington no início da crise, em 2008, assumiram plenamente o credo neoliberal sob liderança alemã, abortando a recuperação mundial que estava em curso. Desde então e inclusive agora, comunicados e planos de ação produzidos no encontro refletem sistematicamente o mesmo mantra da chamada sustentabilidade fiscal.

Leia mais »

Média: 4 (4 votos)

Discussão sobre a legitimidade de tribunais militares, por Motta Araujo

 
JULGAMENTO DE NUREMBERG - Em 20 de Novembro de 1945 se iniciavam os julgamentos do Tribunal Militar Internacional de Nuremberg contra 22 dirigentes nazistas. O Tribunal criou sua propria competencia e os juizes e promotores eram de 4 paises, EUA, URSS, Inglaterra e França, os advogados de defesa poderiam ser alemães ou de um dos paises  organizadores do Tribunal.
 
Dos julgamentos resultaram 12 sentenças de morte na forca, 3 prisões perpetuas, 2 prisões por 20 anos, 1 prisão por 15 anos, 1 prisão por dez anos e 3 absolvições (Schahct, Fritsche e von Papen).
 
Tribunais Militares para personagens de menor estatura no poder nazista foram instalados , um em cada zona ocupada.
Média: 2.9 (10 votos)

As boas e más notícias sobre os novos Ministros

A escolha dos novos Ministros da área econômica traz uma boa e uma má notícia.

A boa notícia é o critério na escolha dos dois Ministros indicados, Joaquim Levy e Nelson Barbosa.

Joaquim Levy é um economista sólido, um técnico que terá muito a acrescentar em duas áreas críticas do governo Dilma: as contas fiscais e a gestão da dívida pública.

Nelson Barbosa, além do conhecimento sólido sobre a economia, na crise de 2008 revelou-se um operador eficaz, montando a estratégia contra cíclica que impediu o país de afundar na crise mundial.

Teve que enfrentar, então, o peso morto do então presidente do Banco Central Henrique Meirelles. Mas contou com a ajuda eficaz do diretor Alexandre Tombini – que, posteriormente, assumiu a presidência do BC.

***

A má notícia é que Dilma convidou-os, sem conferir, antecipadamente, se aceitariam o arranjo proposto: Levy na Fazenda, Barbosa no Planejamento.

Teve que adiar o anúncio para o dia seguinte. Leia mais »

Média: 3.2 (29 votos)

Jogos Vorazes 3, por Fábio de Oliveira Ribeiro

O primeiro filme da saga Jogos Vorazes me despertou interesse suficiente para que o comentasse no Observatório da Imprensa. O segundo seguiu mais ou menos o mesmo padrão do primeiro, razão pela qual me abstive de comentá-lo. O terceiro, que estreou ontem no Brasil, merece algumas observações.

No novo filme, a heroína não mais disputa os jogos cênicos da Capital ou as violentas disputas mortais com  os campeões dos outros distritos e que eram realizadas em ambientes controlados e manipulados pelos produtores do espetáculo. Desta vez ela joga um novo tipo de jogo, bem mais perigoso. A rebelde se tornou uma líder, a líder desafiou o poder constituído e sofreu as consequencias. Agora Katniss Everdeen conhece os verdadeiros inimigos do Chefe de Estado que foi desafiado e que reagiu de maneira violenta. Arrastada para a guerra civil, ela se vê compelida a se tornar a voz dos inimigos da Capital. A guerra, porém, com suas destruições, torturas e massacres é algo muito doloroso.

Leia mais »

Média: 3.4 (7 votos)

No Dia da Música, Maria do Céu homenageia Francisco Soares de Souza

Hoje, 22 de novembro, é o dia de Santa Cecília, padroeira da música e dos músicos. Exatamente por isso é o Dia da Música.

Por uma feliz coincidência é a data natalícia do compositor cearense Francisco Soares de Souza. Há exatos 11 anos passados a violonista Maria do Céu deu esse Recital no Centro Cultural Dragão do Mar, em Fortaleza, prestando uma homenagem ao dia da Música e ao compositor e violonista Chico Soares. O compositor cearense, se vivo fora, estaria completando hoje 109 anos de idade.

 

Francisco Soares de Souza: Violonista e compositor, nascido em Quixadá, Ceará, no dia 22 de novembro de 1905 falecido em Fortaleza, Ceará, em 1º de  novembro de 1986. Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

Petrobras esclarece notícias de supostos suborno na SBM

 
 
 
A Petrobras, com relação a notícias veiculadas na imprensa, esclarece:
 
Em fevereiro de 2014 a Petrobras tomou conhecimento das denúncias de supostos pagamentos de suborno pela SBM Offshore (SBM) a empregado ou ex-empregado da Companhia através de notícia do jornal Valor Econômico. Diante de tal informação a Companhia criou uma Comissão Interna de Apuração para averiguar a veracidade dos fatos expostos na reportagem.
 
Em março a Comissão Interna de Apuração, restrita a sua competência regulamentar, concluiu seus trabalhos sem ter encontrado fatos ou documentos que evidenciassem qualquer pagamento indevido. Tanto as conclusões da Comissão Interna de Apuração, quanto eventuais informações surgidas posteriormente a este trabalho, foram repassadas para as autoridades públicas competentes para utilizar nas suas investigações, que dispõem de instrumentos legais que as Comissões Internas de Apuração não possuem, mantendo a postura da Companhia de contribuir com as apurações de tais autoridades. Cabe ressaltar que, em 2 de abril de 2014, a própria SBM informou publicamente que também não havia encontrado qualquer evidência de pagamentos impróprios.
Média: 4 (4 votos)

Fora de Pauta

O espaço para os temas livres e variados.

Média: 4 (4 votos)

Multimídia do dia

As imagens e os vídeos selecionados.

Média: 2.3 (3 votos)

Clipping do dia

As matérias para serem lidas e comentadas.

Média: 3 (2 votos)

Expectativa sobre novos ministros leva bolsa a disparar 5%

Jornal GGN - O aumento das especulações em torno da formação da equipe ministerial ganhou força, e a expectativa em torno da publicação dos primeiros nomes levou a bolsa a disparar na volta do feriado do Dia da Consciência Negra, e a encerrar a semana com ganhos consideráveis.

O Ibovespa (índice da Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros de São Paulo) encerrou as operações em alta de 5,06%, chegando aos 56.084 pontos (sua maior valorização em mais de três anos) e com um volume negociado de R$ 12,377 bilhões. Apenas nesta semana, a bolsa subiu 8,33%, o melhor desempenho semanal desde 2009, acumulando valorização de 2,67% no ano. O avanço foi impulsionado pelas ações da mineradora Vale e da Petrobras, que subiram 7% e 12%, respectivamente.

A bolsa já começou o dia com ganhos, muito pela expectativa do anúncio dos nomes que vão compor a equipe econômica, mas a divulgação foi adiada para a próxima semana. Entretanto, a sinalização dada pela mídia de que o próximo ministro da Fazenda pode ser o ex-secretário do Tesouro, Joaquim Levy, e que o ex-secretário-executivo da Fazenda, Nelson Barbosa, ficaria com a pasta do Planejamento, trouxe alguma euforia aos agentes. Segundo analistas entrevistados pela agência de notícias Reuters, o nome de Levy traz “idoneidade e independência” á política econômica.

Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

Black Friday: saiba aproveitar as ofertas

Jornal GGN Para queimar e renovar o estoque e começar o aquecimento para a temporada de compras de Natal, o varejo norte-americano criou uma data no calendário, denominada Black Friday. Neste dia, os americanos vão às compras de produtos com até 80% de descontos. Tradicionalmente, o evento ocorre sempre depois do feriado de Ação de Graças, o Thanksgiving Day, nos Estados Unidos, coincidindo com a última sexta-feira do mês de novembro.

Nos Estados Unidos a data já é um sucesso, com as pessoas formando enormes filas nas lojas e "brigando" pelos produtos.

No Brasil, o evento que está em sua quinta edição também ocorrerá na próxima sexta-feira (28) e promete se consolidar também como data importante no calendário de compras com descontos. Tornando, inclusive, um bom momento de adquirir os presentes de Natal.

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

Celso Furtado, presente

A Wikipédia, que vem a ser a enciclopédia dos ignorantes, registra que Celso Monteiro Furtado nasceu em Pombal, na Paraíba, em 26 de julho de 1920, e morreu no Rio de Janeiro em 20 de novembro de 2004. E que foi um economista brasileiro e um dos mais destacados intelectuais do país ao longo do século XX. Que suas ideias sobre o desenvolvimento e o subdesenvolvimento  enfatizavam o papel do Estado na economia. Ponto.

Ponto? Não, amigos. Nestes dias em que as eleições ainda não terminaram, em que a grande mídia e a oposição, com o precioso auxílio da direita na Polícia Federal, desejam um golpe de estado, Celso Furtado é mais que presente, muito além do aniversário dos seus 10 anos de falecimento. Assim falo porque tem surgido, aqui e ali, um feroz preconceito contra nordestinos, contra o atraso político que teria o povo do Nordeste, porque os nordestinos de todas as regiões do Brasil somos os responsáveis por um governo de petralhas. Então vale a pena voltar à razão de Celso Furtado no presente.

Leia mais »

Média: 4.4 (8 votos)

Haddad diz que polícias de São Paulo não dão conta da Cracolândia

Em rede social, Fernando Haddad critica policiamento na cracolândia

Da Folha

A conta no Twitter do prefeito Fernando Haddad (PT) amanheceu nesta quinta-feira (20/11) com uma dura crítica ao policiamento na cracolândia: "Crack: cobram da União a fiscalização de 17 mil km de fronteiras contra a droga, mas as polícias locais não controlam um quarteirão da LUZ".

O tuíte foi feito após a Folha mostrar o ressurgimento de uma favela nas ruas da Luz e apontar o aumento do fluxo –espécie de feira pública de crack, em que o usuários e traficantes se misturam.

Leia mais »

Média: 4 (9 votos)

O legado de Marcio Thomaz Bastos para a Polícia Federal, por Marcelo Auler

Pode parecer contradição, mas o defensor de acusados dos mais diversos crimes foi quem melhor instrumentalizou e deu liberdade à Polícia Federal

Por Marcelo Auler

Independência da PF: um legado do criminalista Marcio Thomaz Bastos

Criminalista de renome, disputado a peso de ouro por acusados dos crimes de colarinho branco, o advogado Márcio Thomaz Bastos, que faleceu nesta quinta-feira (20/11) aos 79 anos, tinha uma máxima que muita gente não entende, justamente por ter defendido acusados dos mais diversos tipos, de mensaleiros do PT a empreiteiros envolvidos no escândalo da Petrobrás.

Bastos, como lembram aqueles que com ele conviveram de perto, sempre resumiu sua participação na banca de defesa de qualquer acusado com uma explicação lógica e constitucional: “toda e qualquer pessoa merece defesa e desde que me procure eu tentarei, mesmo ela sendo culpada, uma condenação mais justa”. Não a toa ele era fundador e conselheiro do Instituto de Defesa do Direito de Defesa (IDDD).

Se a sua liderança como advogado criminalista é mais do que reconhecida nesses 56 anos de militância – diplomou-se em 1958 –o curioso é que um dos principais legados que deixará ao país é justamente o de ter, como ministro da Justiça, promovido uma total transformação da Polícia Federal, ou, como ele mesmo dizia, tê-la transformado em “uma polícia republicana”.

Leia mais »

Média: 4.5 (10 votos)