Revista GGN

Assine

Luis Nassif Online

Vinte anos de uma política monetária que consumiu trilhões do orçamento e o futuro, André Lara faz autocrítica
61
Estão comemorando o que? A inflação ficou dentro da meta por causa de uma gigantesca recessão e qual é a vantagem disso?
1
Neste episódio, foram entrevistados o jurista Pedro Serrano, o subprocurador Eugênio Aragão e os advogados de Lula

Combate à corrupção é usado como desculpa para entregar o nosso petróleo, por Emanuel Cancella

Por Emanuel Cancella

Os golpistas usam o combate à corrupção na Petrobrás como desculpa para  entregar nosso petróleo

“Criar problemas e depois oferecer soluções”. Noam Chomsky

Um verdadeiro combate à corrupção teria que ser permanente, com prisão dos corruptos e corruptores e a volta do dinheiro roubado à empresa, para assim fortalecê-la. Isso não acontece na Petrobrás! Ao invés de trancafiar os corruptos, de todos os partidos e não colocá-los com tornozeleiras, o que se faz agora é punir a empresa.

Isso porque, aproveitando toda a propaganda negativa sobre a Petrobrás, premeditadamente trabalhada pela mídia em colaboração com a Lava Jato,  o tucano Pedro Parente entrega descaradamente os ativos da Petrobrás, punindo ainda mais a empresa.

Leia mais »

Média: 4.6 (11 votos)

Sarney não é localizado para depor no caso triplex, diz substituta de Moro

Jornal GGN - A juíza Gabriela Hardt, substituta do simbolo da Lava Jato, Sergio Moro, assinou na segunda (16) um despacho informando que o ex-presidente José Sarney (PMDB) não foi encontrado para prestar depoimento no caso triplex como testemunha de defesa de Paulo Okamotto, dirigente do Instituto Lula.

Segundo o documento, Sarney foi procurado em um endereço no Maranhão, mas o oficial de Justiça não conseguiu encontrá-lo. "O responsável pela segurança do imóvel informou que José Sarney de Araújo Costa atualmente reside em Brasília/DF e que raramente comparece ao local."

Leia mais »

Média: 1 (1 voto)

Mortos em rebelião são enterrados em covas rasas em Manaus

Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil
 
Jornal GGN - Parte dos detentos que foram mortos na rebelião no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), foram sepultados em covas rasas em uma quadra nos fundos do Cemitério de Tarumã, em Manaus. 
 
Um deles é Gezildo Nunes da Silva, que denunciou um esquema de corrupção dentro da prisão dias antes da chacina. Em carta, ele afirmou que os diretores da unidade recebiam dinheiro para permitir a entrada de armas e celulares no presídio. 

Leia mais »

Média: 3 (2 votos)

Alckmin garante que não haverá ataque do PCC em São Paulo

Jornal GGN - O governador Geraldo Alckmin desmentiu o próprio serviço de segurança do governo e disse que não há risco de o PCC (Primeiro Comando da Capital) promover um ataque nesta semana. Um documento feito pela inteligência da polícia acendeu um alerta sobre a possibilidade de a facção deflagrar algum plano, mas a notícia foi rechaçada por Alckmin e seu secretário de segurança, que prometeu demitir o responsável pelo relatório.

Leia mais »

Média: 1.8 (5 votos)

Temer contrata publicidade para mudar nome de PAC

 
Jornal GGN - Enquanto anuncia buscar a recuperação econômica, Michel Temer improvisa outras prioridades nos gastos do Orçamento, como a contratação de uma agência de publicidade para mudar o nome do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) e comprar brioches, pães de queijo, ovos, frutas e verduras por R$ 356 mil em um ano.
 
Sobre o PAC, o objetivo é mudar o nome das grandes obras de infraestrutura, uma vez que o Programa foi criado durante a gestão dos governos do PT. A ideia seria a de lançar o nome junto com a lista das obras previstas para serem concluídas até 2018, quando o mandato de Temer se encerra.
 
Caso seja positiva a mudança de nome, Temer agregaria as demais 37 mil obras integrantes do Programa de Aceleração do Crescimento no novo nome, como se fossem fruto da gestão do peemedebista. A agência já foi contratada, segundo informações da coluna de Mônica Bergamo, com o pedido de Michel Temer encomendado. Um dos primeiros nomes pensados foi "Prosseguir", mas logo foi descartado. 
Média: 1 (3 votos)

Para que mais chacinas, Bruno Júlio?, por Bruno Vieira

Em 2012, um Carandiru juvenil acontecia a cada dia e meio no Brasil. E um Carandiru preto: para cada jovem branco morto, três jovens negros eram vitimados (Foto EBC)

do Brasil Debate

Para que mais chacinas, Bruno Júlio?

por Bruno Vieira

A declaração do ex-secretário de juventude do governo Temer, Bruno Júlio, gerou comoções diversas tanto na vida real como na vida virtual. Várias pessoas apoiaram-no em relação à frase, sobre o massacre no presídio de Manaus, de que “tinha que ter era uma chacina por dia”. Ao lado de outras, condenei veementemente sua declaração – apesar de saber que é isso que a parte majoritária da sociedade deseja: soluções rápidas e práticas para os indesejados e os indesejáveis.

Concordo com Jefferson Lima, ex-secretário de juventude do governo Dilma Rousseff, quando disse que com tal declaração Bruno Júlio se afasta da figura de gestor público e se aproxima da de um “agitador que estimula o ódio”. Entretanto, queria dizer aqui que esta “solução” já está sendo posta em prática, ainda que de maneira invisível.

Leia mais »

Sem votos

Orçamento do trimestre prevê R$ 2 milhões para a vice-presidência desocupada

Jornal GGN - Desocupada desde que Michel Temer (PMDB) sentou na cadeira conquistada por Dilma Rousseff (PT) na eleição de 2014, a vice-presidência custará em janeiro R$ 389 mil. O valor vai atingir R$ 654 mil em fevereiro e, em março, a previsão de gastos associados ao cargo chega a R$ 919 mil. Ou seja, o orçamento do trimestre se aproxima da casa dos R$ 2 milhões. As informações foram publicadas no Diário Oficial da União, apontou Lauro Jardim, em O Globo, nesta terça (17).

Média: 3 (4 votos)

Brasil cai de 3º para 7º em ranking de ambiente de negócios

 
Jornal GGN - Divulgada nesta segunda-feira (16) em Davos, na véspera do Fórum Econômico Mundial, pesquisa realizada pela consultoria PricewaterhouseCoopers mostra que o Brasil sofreu uma forte queda no ranking de países que animam grandes executivos. 
 
O levantamento mostra em quais nações os CEOs esperam ter crescimento de seus negócios nos próximos 12 meses. Entre 2011 e 2017, o Brasil saiu da 3ª para a 7ª posição. Atualmente, só 7% dos entrevistados citaram o país como um lugar onde eles acreditam que terão crescimento de suas empresas, contra 19% dos executivos que escolheram o mercado brasileiro como prioridade há seis anos. 

Leia mais »

Média: 1 (1 voto)

No governo Temer, Secretaria de Direitos Humanos se cala sobre crise nos presídios

Jornal GGN - O ex-secretário de Direitos Humanos do governo Dilma Rousseff Rogério Sottili criticou o silêncio da atual pasta, sob a gestão de Michel Temer, diante do caos penitenciário. Nesta terça (17), o Ministério da Justiça se reúne com governadores de estados para debater soluções para a crise de superlotação e disputa entre facções que terminam em massacres, mas a Secretaria de Direitos Humanos não estará presidente porque a titular está em um evento no exterior.

Para Sotilli, a situação dos presídios é uma "tragédia anunciada". Desde o começo do ano, mais de 100 detentos foram mortos violentamente após rebeliões em pelo menos três estados, Amazonas, Roraima e Rio Grande do Norte. Hoje, há notícias de que uma unidade penitenciária em Minas Gerais também ameaça sair do controle.

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

Uma vez Cipriano Barata, por Daniel Afonso da Silva

Uma vez Cipriano Barata

por Daniel Afonso da Silva

No dia 13 de abril de 1831, pelas onze horas da manhã, na freguesia de Santo Antonio em Salvador, Cipriano José Barata de Almeida e sua família tiveram a atenção tomada pelos tumultos nas ruas do largo da Cruz do Pascoal. Correram à janela e avistaram um homem ensangüentado e aparentemente morto sobre um sofá carregado por pretos acompanhados de uma multidão aos gritos de “os marotos mataram um brasileiro, morra maroto”.

O morto era o brasileiro e homem de negócios na cidade baixa Victor Pinto de Castro. O assassino fora o português e também homem de negócios na cidade baixa Francisco Antonio de Souza Paranhos. Enquanto Paranhos fugia para se esconder, seus compatriotas começaram a ser duramente hostilizados. Quase toda casa de português era arrombada. Vendas e armazéns, invadidos. Pipas de cachaça e de outras bebidas, violadas. Prateleiras, quebradas. Fazendas, rasgadas e jogadas no meio da rua. Donos ou caixeiros, espancados e mortos.

A alternativa dos portugueses foi procurar abrigo nas embarcações estrangeiras estacionadas no porto. O comerciante João Teixeira de Carvalho corria em disparada na direção da baía quando avistou no mar uma canoa pilotada por um preto que, pelo visto, oferecia ajuda. Carvalho não titubeou. Adiantou a passada, pulou n’água e se aproximou do barquinho. Por infortúnio, o preto, ao invés de salvá-lo, espancou-o até à morte a golpes de remo.

Leia mais »

Média: 5 (6 votos)

Prisão de Boulos "criminaliza a defesa dos direitos sociais", diz Dilma

Jornal GGN - A ex-presidente Dilma Rousseff emitiu uma nota em solidariedade ao líder do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto), Guilherme Boulos, que foi preso na manhã desta terça-feira (17) pela Polícia Militar de São Paulo, durante uma ação de reintegração de posse. Boulos, ao lado de outras pessoas, tentavam negociar uma saída pacífica para que 700 famílias desocupassem uma área reclamada pelo governo Alckmin em São Mateus, quando acabou sendo detido sob a acusação de obstrução de justiça, desobediência civil e incitação à violência contra policiais.

Leia mais »

Média: 4.2 (5 votos)

Zapatismo, no México, deverá lançar mulher indígena à presidência, por Wagner Iglecias

Zapatismo, no México, deverá lançar mulher indígena à presidência

por Wagner Iglecias

Notícia extremamente importante. O zapatismo deverá lançar uma mulher indígena à presidência do México, este tão lindo e tão triste país. Importante lembrar que o PRI, do atual presidente Enrique Peña Nieto, governa o México desde 1929, com o brevíssimo intervalo entre 2000 e 2012, quando o país esteve sob o comando do ainda mais direitista PAN, primeiro com Vicente Fox e depois com Felipe Calderon. Lembremos que em 1988 e em 2006 o provável vencedor das eleições presidenciais no México tenha sido o candidato do PRD, dissidência à esquerda do PRI que buscava manter as tradições políticas da Revolução Mexicana (enquanto o PRI, já nos anos 1980, abraçava gostosamente o neoliberalismo). Mas no caso podemos dizer que "ganhou mas não levou".

Leia mais »

Média: 3 (2 votos)

Temer: Não há a menor possibilidade de a Lava Jato me atingir

 
Jornal GGN - Otimista com a retomada do crescimento da economia no segundo semestre de 2017, Michel Temer mostra que o preço a se pagar serão os investimentos sociais e trabalhistas. Sobre planos para 2018, defende que seu trabalho é o de ser "preparatório para o governo que virá", mostra confiança de um sucessor partindo de sua grande base aliada, e afirma que "não há a menor possibilidade" de a Lava Jato atingir seu governo.
 
Enquanto orgulha-se de afirmar que a inflação caiu de 10,7% para 6,29% neste um ano, além de redução de juros, e de expectativa pessoal de queda do desemprego no final deste e início do próximo ano, também é contundente ao defender a Reforma da Previdência e que está fora de questão discutir a idade mínima de 65 anos.
 
As informações foram concedidas por Temer à reportagem da Reuters, nesta segunda-feira (16), no Palácio do Planalto. "Evidentemente, o caso da idade fica difícil você negociar. A idade é fundamental para esta reforma", afirmou.
Média: 1 (7 votos)

Foram 7 anos filmando o que você está apagando, diz equipe de documentário para Doria

Da Revista Fórum

 
A equipe do documentário “Cidade Cinza”, filme referência sobre o grafite em São Paulo e a luta dos artistas contra uma cidade sem cor, fez uma lista com “dicas” ao prefeito João Doria, que está apagando grafites e pixações pela cidade, e deixou um aviso: “Não crie uma curadoria. Isso vai te machucar”
 
Por Redação

O prefeito João Doria (PSDB) vem retomando na cidade de São Paulo uma antiga política que foi tema central do documentário Cidade Cinza (faça o download do filme aqui). Lançado em 2008, o filme de Marcelo Mesquita e Guilherme Valiengo retrata a luta de artistas urbanos contra prefeitos e autoridades que insistem em manter a capital paulista cinza e sem cor.

Leia mais »
Média: 3.9 (16 votos)

Hollande responde Trump e diz que UE não precisa de conselhos externos

 
Jornal GGN - Em resposta às críticas de Donald Trump, presidente eleito dos EUA, o presidente francês François Hollande afirmou que a União Europeia não precisa de “conselhos externos” para tomar decisões. 
 
Em entrevista para os jornais europeis The Times e Bild, Trump afirmou que a saída do Reino Unido do bloco é uma boa decisão, prevendo que outros países vão sair da UE em razão da crise migratória. 
 
“A Europa estará sempre disposta a continuar com a cooperação transatlântica, mas esta será determinada em função de seus interesses e seus valores. Não precisa de conselhos externos para lhe dizer o que tem que fazer", afirmou Hollande, de acordo com a agência France Presse.

Leia mais »

Média: 3.7 (3 votos)