Mineração na Amazônia chega a áreas de conservação

Desmatamento atinge níveis recordes nos últimos dois anos; avanço apenas no primeiro trimestre foi de 80,69% ante mesmo período de 2019

Foto: Reprodução/Greenpeace

Jornal GGN – A exploração da mineração desmatou 405,36 km² da Amazônia Legal apenas nos últimos cinco anos, segundo dados do Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real (Deter), do Instituto de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Segundo informações do portal G1, a área desmatada representa cerca de 40,5 mil campos de futebol, com destaque para o avanço sobre áreas de conservação registrado ao longo de 2019 e 2020.

O mês com a maior devastação foi maio de 2019, de acordo com a série histórica do Deter/Inpe (que compila dados desde 2015), quando o desmate período contabilizou 34,47 km². Em seguida, ficou julho de 2019 com 23,98 km². Além disso, 2020 teve os piores junho (21,85 km²), agosto (15,93 km²) e setembro (7,2 km²) da série.

No caso específico das unidades de conservação – áreas que precisam ser preservadas para proteção de espécies ameaçadas e resguardo de ecossistemas, por exemplo –, o desmate por mineração cresceu 80,62% no primeiro trimestre de 2020, em comparação com o mesmo período do ano passado.

 

 

Leia Também
Amazônia como “ativo problemático” e o despotismo quase perfeito, por Luis Fernando Novoa Garzon
Três florestas do Amazonas estão na lista de privatizações
Em um ano, 11 mil km² de Floresta Amazônica foi desmatado
Governo Bolsonaro estuda construir nova estrada na Amazônia

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 comentário

  1. Se olharmos pela grande competência de desgoverno, que o atual suposto governo pratica desde sua posse, as muitas e seguidas ações deste tipo, já realizadas e que estão em andamento, são tristes, vergonhosas, revoltantes e criminosas. Contudo, não trazem nenhuma surpresa, ao contrário, reforça uma outra prática comum aos dias de hoje: manda quem peita e obedece quem se submete.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome