Bolsonaro escreve a Toffoli defendendo manifestações de bolsonaristas

“Aqueles que pedem intervenção militar ANTES devem decidir qual general ocupará a cadeira do Capitão Jair Bolsonaro”, escreveu o presidente, amenizando a veia golpista

Jornal GGN – Depois que o Supremo Tribunal Federal autorizou a abertura de um inquérito contra manifestações a favor da intervenção militar e contra as instituições da República, Jair Bolsonaro enviou uma carta a Dias Toffoli, presidente da Corte. Nela, o capitão amenizou a veia golpista dos protestos que ocorreram nos últimos dias em algumas capitais, e defendeu o direito dos bolsonaristas de irem às ruas em meio à pandemia de coronavírus.

Segundo relatos do jornal O Globo, Bolsonaro escreveu a Toffoli: “Aqueles que pedem intervenção militar (art. 142) ANTES devem decidir qual general ocupará a cadeira do Capitão Jair Bolsonaro” e “Aqueles que pedem AI-5 ANTES devem mostrar onde está na Constituição tal dispositivo.”

Contrariando todas as recomendações sanitárias, Bolsonaro estimulou na carta que seus seguidores continuem protestando, mas com uma pauta objetiva e sem ataque às instituições.

“Toda manifestação é justa e garantida em nossa CF [Constituição Federal], portanto vão para as ruas, mas tenham uma pauta real, objetiva, com foco na missão. Não ataquem Presidência, Supremo ou Congresso, mas aquilo que você julga que deve ser mudado. Exijam ações, cobrem votações, critiquem sentenças, vocês atingirão seus objetivos”, escreveu.

O presidente ainda anotou que ajudará os bolsonaristas a “manter a nossa democracia e garantir aquilo que há de mais sagrado para nós, que é a nossa liberdade”.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Fora de Pauta

5 comentários

  1. Por mais paradoxal que pareça, tudo que vem de um governante incorrigível é escrito a lápis…
    hoje é dele, alguém usa a borracha, é de outro

    no popular: escreveu sentado no colo de algum general da banda

  2. 20.abr.2020 às 8h35
    Estudante cria gerador de notas de repúdio

    Reprodução da página de gerador de notas de repúdio
    Mateus Camillo

    O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) participou neste domingo (19) de ato na frente do QG do Exército e discursou para manifestantes que pediam intervenção militar e a volta do AI-5.

    Como sempre acontece quando Bolsonaro cruza a linha da democracia, a ação do presidente gerou uma onda de notas de repúdio. Maia, Doria, FHC, OAB e ministros do STF foram alguns dos que condenaram a atitude do ex-deputado.

    Mas notas de repúdio não estão mais agradando aqueles que acham que elas são uma reação muito tímida frente aos descalabros de Bolsonaro.

    Mensagens irônicas apareceram na noite deste domingo nas redes.
    @r19s_
    E se a gente imprimisse mais nota de repúdio?

    @nave1964
    Os 300 de Esparta enviaram uma nota de repúdio aos persas…….

    Nessa onda, o estudante de psicologia Daniel Sarsi Orta (@danielsarsi), 24, resolveu criar nesta segunda (20) algo que pode ajudar as instituições brasileiras: um gerador de notas de repúdio.

    É fácil: você acessa o site e uma nota de repúdio já vem automaticamente. Se não gostou, só clicar em “novo repúdio” para vir uma frase mais impactante.

    “Vi um tuíte do Ivan Mizanzuk dando a ideia e resolvi fazer durante essa madrugada. É uma brincadeira dessa coisa dos políticos do centrão, esquerda, pessoal do judiciário de repudiar algo que acontece em virtude do bolsonarismo e encerrar aí. Para fazer as frases, basicamente acessei o Twitter do Rodrigo Maia e Freixo e me inspirei.”

    Daniel dá a dica que é a cereja do bolo. “É importante ter frases de efeito no final!”

    Ao final, mais uma mensagem edificante: “@danielsarsi, ajudando a democracia brasileira desde 2020”.

    O trabalho do estudante ficou facilitado pelo conhecimento de desenvolvimento web que possui, o que o ajudou a fazer mais rápido. Ele diz que se trata de um código simples de fazer.

    O tuíte que desencadeou o último lançamento da democracia brasileira:

    @mizanzuk
    Fosse outros tempos, alguém já teria feito um site com um gerador de notas de repúdio, mandado o link pra parlamentares e governantes e dito “toma aí pra poupar teu tempo”.

    Mas quem tem ânimo pra isso agora né?

    E depois a repercussão do produto:
    Ivan Mizanzuk

    @mizanzuk
    PRONTO! O @danielsarsi criou aquilo que a democracia brasileira realmente precisava: um GERADOR DE NOTA DE REPÚDIO!
    Mande para o seu parlamentar ou ministro do STF favorito e facilite o trabalho dele!

    A república finalmente está a salvo! Ufa!https://geradordenotaderepudio.com.br

    04:55 – 20 de abr de 2020

  3. Estão sacudindo o galho e bozo sabe que chegarão nos facínoras, que são todos “braço” .
    E bozo então deve estar feliz,.pois poderá dirigir as questões da carta diretamente para os canalhas que, rs, “tramam” contra ele.

  4. Um doido varrido só entregaria uma carta desse tipo a um receptor que, pra ele, talvez seja visto como uma ilustríssima instituição do Zé Ninguém. Ridícula e debochada, mas, eu imagino, em se tratando do atual STF imagino que foi recebida com todas as honras e pompas. Viva o Brasil!

  5. O Bolsobosta afirmou que “aqueles que pedem AI-5, ANTES devem mostrar onde está na Constituição tal dispositivo.”

    Ora, quando ele defendeu o assassinato de 30 mil esquerdistas, ele porventura mostrou o dispositivo correspondente na Constituição?

    Hipócrita. Faça o que eu digo, não o que eu faço.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome