Coronavírus: Pela primeira vez, Brasil registra mais de 100 mortes em 24 horas

País registra 1.661 casos confirmados e 114 óbitos nesse período – mas número de infecções pode ser ainda maior devido à subnotificação de casos

Jornal GGN – Os dados oficiais mostram que o total de casos registrados de covid-19 no Brasil chegou a 13.717 nesta terça-feira. Nas últimas 24 horas, foram 1.661 novos casos notificados, enquanto foram confirmadas 114 mortes pela doença, no maior número registrado de vítimas em apenas um dia.

Segundo informações do jornal O Estado de São Paulo, o único estado que não registrou morte por covid-19 até o momento é o Tocantins. A partir da comparação entre infecções e mortes, a letalidade do vírus no Brasil está em 4,9%.

Mesmo com os números em clara ascensão, o total de pessoas infectadas no Brasil ainda é maior, pois existe um grande problema de oferta de testes que possam comprovar a contaminação pelo vírus mesmo para os casos suspeitos, e o próprio governo reconhece a subnotificação.

Em meio à escalada dos casos, a forma de combate ao avanço da doença desgastou o relacionamento entre o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. Enquanto o ministro defende medidas de isolamento social (no que é seguido pela grande maioria dos governadores do país), Bolsonaro já incentivou manifestações, passeou por Brasília e fala em favor da reabertura do comércio.

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Bo Sahl

- 2020-04-07 21:02:53

Enquanto isso*, desta semana até a próxima: Mundo passará de 1,5 milhão de casos e 100 mil mortes, com letalidade crescente de 6% EUA passará de meio milhão de casos e 15 mil mortes, letalidade crescente de 3,2% Brasil** passará de 15 mil casos, mil mortes e letalidade crescente de 5%. Brasil entrará no "Top 10" de casos ** Sem considerar a bastante provável subnotificação * Fonte: John Hopkins University / OMS

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador