Secretário de vigilância do Ministério da Saúde deixa cargo nesta segunda-feira

Wanderson de Oliveira chegou a pedir demissão em 15 de abril, mas seguiu atendendo a pedido do ex-ministro Luiz Henrique Mandetta

O secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson de Oliveira, deixará o posto nesta segunda-feira. Foto: Reprodução

Jornal GGN – O secretário nacional de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson de Oliveira, deixará o posto nesta segunda-feira (25/05). Ele chegou a entregar o cargo em 15 de abril, mas sua saída foi vetada pelo então ministro Luiz Henrique Mandetta.

Segundo informações do portal G1, Wanderson encaminhou uma mensagem à equipe onde explica que sua saída foi definida em 15 de abril, mas que seguiu mais algumas semanas a pedido de Mandetta e de seu sucessor, Nelson Teich, que também já deixou a pasta.

Na última quarta-feira, Oliveira acordou sua saída do cargo com o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello. Oliveira é servidor do Hospital das Forças Armadas, que fica em Brasília, e se reapresentará à instituição.

Wanderson Oliveira foi uma das autoridades que mais participou das ações para enfrentar a pandemia e, assim como Mandetta, defende o isolamento social como estratégia de contenção do coronavírus – medida constantemente criticada pelo presidente Jair Bolsonaro, que afirma que esta ação é prejudicial à economia.

 

Leia Também
Dados da Abin contradizem queixa de Bolsonaro
Coronavírus: Megaferiado não sobe taxa de isolamento e SP registra 6.045 mortes
Resposta política à Covid-19 tem muitas medidas e pouca eficácia

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Multimídia do dia

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome