OAB protocola pedido de impeachment contra Temer


Foto: Eugênio Novaes – Conselho Federal da OAB / Divulgação
 
Jornal GGN – A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) protocolou junto à Câmara dos Deputados um pedido de impeachment contra Michel Temer. De acordo com o presidente do Conselho Federal, Claudio Lamachia, o pedido não impacta em uma desestabilização do país.
 
Trata-se do 13º pedido de impeachment que chega às mão so presidente da Casa Legislativa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que aliado, por sua vez, já avisou que não irá acatar solicitações para a derrubada de Temer do Executivo.
 
De acordo com o pedido da OAB, Temer cometeu prevaricação, o que justifica um processo de impeachment por crime de responsabilidade. “O país não sofre nenhuma desestabilização pela abertura de um processo de impeachment”, disse Lamachia, completando que o documento é “técnico”.
 
Apesar de negar que o pedido possa provocar uma instabilidade ainda maior no país, o presidente do Conselho Federal da OAB afirmou que está “absolutamente tranquilo, em que pese o momento que estamos vivendo”. “Estamos novamente, num curtíssimo espaço de tempo, pedindo o impeachment de mais um presidente da República”, lembrou.
 
Procurado por alguns parlamentares que queriam acompanhar a entrega do pedido de impeachment oficial da OAB, Lamachia disse que preferia fazer o ato isolado, “técnico e cívico”, sem riscos de manifestações ou protestos.
 
Para Lamachia, o áudio grampeado não é o único indício de crime. Por isso, para ele, a suposta manipulação da mídia defendida pelo presidente da República não ameniza as outras provas levantadas contra Temer. 
 
“O fato de esta gravação ter sofrido ou não edição torna-se irrelevante diante das declarações do senhor presidente onde ele torna incontroversos. (…) Temos o crime de responsabilidade do presidente”, afirmou.
 
O documento indica também o que foi mencionado pelo presidente do Conselho da OAB: “Este voto não se pauta única e exclusivamente no conteúdo dos mencionados áudios, mas também nos depoimentos constantes dos Inquéritos e, em especial, nos pronunciamentos oficiais e manifestações do Excelentíssimo Senhor Presidente da República Federativa do Brasil que confirmam seu conteúdo, bem como a realização do encontro com o colaborador”.
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora