Inflação na zona do euro atinge mínima desde 2009

Jornal GGN – A inflação ao consumidor anual nos 18 países que compartilham o euro foi de 0,5% em março, apresentando desaceleração em relação aos 0,7% contabilizados em fevereiro. As informações foram divulgadas pela agência de estatísticas Eurostat.

Este foi o menor índice registrado desde novembro de 2009, e a desaceleração aumentou as expectativas de que o Banco Central Europeu (BCE) tome medidas mais radicais para frear a ameaça de deflação no bloco monetário.

A inflação permanece na “zona de perigo” do BCE de abaixo de 1% por seis meses consecutivos e a leitura preliminar aumenta as chances de a autoridade monetária cortar a taxa de juros já na próxima quinta-feira (3), quando haverá reunião do Conselho. Também cresceram as especulações de que haja um afrouxamento por taxa de depósito negativa ou mesmo compra de títulos dos Estados Unidos.

No entanto, o BCE, cuja meta é de inflação pouco abaixo de 2%, deixou os custos de empréstimos inalterados em 0,25% em março e argumentou que os riscos de deflação no bloco são limitados.

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador