Vamos comer o cuscuz de Iaiá e o cuscuz de Sinhá Chica?

Por Luciano Hortencio

O cuscuz, quer seja baiano, cearense, paulista ou de qualquer Estado do Brasil é uma iguaria apreciadíssima e faz parte da nossa culinária. De raízes africanas, abrasileirou-se de uma tal forma que seria cansativo mostrar suas variedades e receitas, além do que não as conheço.

Trago, porém, duas composições que têm como tema e título o nosso CUSCUZ BRASILEIRO, a primeira de Junquilho Lourival e João Pernambuco, de 1922, interpretada pelo BAHIANO. A segunda, de Pedro de Sá Pereira, Marques Porto e Luiz Peixoto, interpretada por Francisco Alves, de 1928.

Bon apetit!

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

20 comentários

  1. nestes fim dos tempos em que

    nestes fim dos tempos em que se respira nos ares infectos viciados assédio sexual todo cuidado é pouco para não se incorrer inocentemente em pornografia sodomita subliminar no escuro…

    • Devemos ter cuidado

      é com mentes maliciosas, doentias e preconceituosas. Cuidado sim, com pessoas amargas que não fazem nada a não ser trollar quem tenta produzir algo. Todo cuidado é pouco com os falsos moralistas e sobretudo com aqueles que se arvoram a ser censores. Há que se ter cautela com o que se escreve pois tentar censurar duas composições que foram publicadas em 1922 e 1928 é um pouco demais da conta…

      FUI!

  2. Oba!

    Essas fotos inspiram a larica. Vontade de cuscuz e, como dizia Chico Science, de uma cerveja antes do almoço para ficar pensando melhor. Apesar de nunca beber antes do almoço, fiquei assim, nesse estado “contemplativo” do qual falava Science. Menino do maracutu, que foi cedo demais. Ê Recife ! 

    E depois do cuscuz (baiano, mineiro, paulista, marroquino)  e de um calice de qualquer coisa que aperte a garganta e lance os sentidos, bota isso ai na vitrola e volte os olhos para longe.

    [video:https://youtu.be/a7Otk1EjLbM%5D

     

      • Depende

        Estava ouvindo a musica – muito boa por sinal – mas fiquei boiando com a parte do menino e do limão, limão bestalhão… O menino é bestalhão?

         

        • Nordestinadas..

          Usamos muito esses expressões, Maria Luisa. Banana é uma frutinha besta, limão bestalhão quer dizer coisa sem muito valor, etc e tal… São só expressões que sequer querem dizer o que está aparentemente expresso… Menino véi que dizer menino velho? Claro que não, quer dizer menino véi…. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

           

          • Ê mano véi…

            Sim, frutinha besta, que tem em todo lugar. Nos diziamos, la em piracema, hehe, que alguém que não presta é um “bananinha de bolicho” porque neles, elas sempre estavam podres. 

            Então coloca um limão bestalhão na cachaça, raspas de rapadura, gelo e tem-se uma excelente caipirinha. Tim-tim!

  3. Quem gosta da terra
    Quem gosta da terra brasileira, sua alma, sua luta contra todas as iniquidades, sua sabia e divina simplicidade, seu olhar de agradecimento ao criador, pode vir aqui no post do Luciano que vai matar a saudade. Viva o Brasil e sua gente. Abraço, brasileiro Luciano.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome