Alguma coisa acontece nos movimentos sociais

Enviado por Fernando J.

Por Carlos Eduardo Alves, via facebook

Alguma coisa acontece…. nos movimentos sociais. Na manifestação de hoje [domingo] contra Eduardo Cunha e o ajuste, muita mulher pobre, jovem de periferia e negro. Da Paulista ao Ibira, presença residualíssima de classe média. Nenhuma bandeira do PT. Existe um movimento quase clandestino que se formou e pouca gente está entendendo (me incluo para ajoelhar no milho). É um pensamento claramente de esquerda, mas não submetido a partidos. E não adianta o mimimi de madames de direita. O corte feminino é de esquerda mesmo. De prático: para Dilma, o recado óbvio de que um governo eleito pela esquerda não cai por panelaços de classe média e nem por manifestações da direita na Paulista. Cai pelo desemprego em Parelheiros e pela inflação. Para quem se encanta com o golpe paraguaio, outra letra: não será um passeio. Mais ainda, só quem não conhece poeira de rua acredita que será possível impor um programa de ajuste cruel como o proposto pelo PMDB sem muito enfrentamento violento. PS: tinha muita gente, principalmente se pesar que o ato não teve nenhuma mídia de convocação.

 
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora