Saída de Ernesto Araújo é prioridade do Congresso

Antonio Anastasia e Fernando Collor são cotados para o ministério; parlamentares defendem ‘reforma ampla’ e assumem articulações sobre vacina

Jornal GGN – A cúpula do Congresso Nacional defende a saída do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, como prioridade após a saída de Eduardo Pazuello do Ministério da Saúde.

Em coluna no G1, a jornalista Andreia Sadi afirma que o tema é prioridade para que o país melhore seu relacionamento com a China e os Estados Unidos durante as negociações por vacinas e insumos contra a covid-19, uma vez que Ernesto Araújo tornou a relação do país inviável.

Parlamentares já levaram essa mensagem ao Palácio do Planalto anteriormente, e voltaram ao assunto na última semana, mas agora com o apoio de militares e políticos que trabalham dentro do governo. Entre os nomes cotados para o cargo, estão os dos senadores Antonio Anastasia e Fernando Collor.

Também está em debate uma “reforma ampla”, que inclui ministros com gestões ideológicas e que são criticados tanto pelo Congresso como pelos empresários, como os ministros Milton Ribeiro (Educação) e Ricardo Salles (Meio Ambiente).

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora