Coronavírus: doença mata mais de 1000 pessoas em São Paulo

Dados da Secretaria de Estado da Saúde afirmam que 1.015 pessoas morreram de Covid-19, e mais de 14,2 mil pessoas foram contaminadas

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB). Foto: Reprodução

Jornal GGN – O Estado de São Paulo ultrapassou a marca de mil óbitos pelo novo coronavírus, após 32 dias da primeira confirmação de morte pela doença no país. O estado acumula 1.015 vítimas fatais da Covid-19, segundo dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde do Governo de São Paulo.

Os dados divulgados neste domingo apontam pelo menos um óbito em 93 cidades, com prevalência na Grande São Paulo. A Capital contabiliza 700 vítimas, seguida por Guarulhos (28), Osasco (27), São Bernardo do Campo (20) e Santo André (12). Fora da Região Metropolitana, o município que registra o maior número de mortes é Santos, com 19 vítimas fatais.

Entre as vítimas fatais, estão 599 homens e 416 mulheres. Os óbitos continuam concentrados em pacientes com 60 anos ou mais, totalizando 78,7% das mortes.

Atualmente, são 5,6 mil pessoas em hospitais em virtude da doença (confirmados e suspeitos), sendo 3.279 em leitos de enfermaria e 2.345 em leitos de UTI.

O número de casos confirmados da doença chega a 14.267, distribuídos em 228 cidades do Estado. As mesmas seis cidades citadas acimas também detêm os maiores números de casos, com mais de 200 pessoas infectadas. São 9.668 em São Paulo; 308 em Guarulhos; 297 em São Bernardo; 293 em Santos; 269 em Osasco; e 247 em Santo André.

 

Leia Também
Pandemia deve seguir conduzida por Estados, Congresso e STF, dizem analistas
Coronavírus: Semelhanças e diferenças entre Doria e Cuomo
São Paulo não vai endurecer medidas de isolamento “no momento”, diz Doria
Doria estica quarentena até 10 de maio após isolamento cair para 49%

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora