Lula foi condenado porque frequentou o sítio do amigo, revela fala de desembargador

Desembargador do TRF-4 disse que era irrelevante que Lula não seja o proprietário do sítio, como apontam documentos e outras provas nos autos

Sylvio Sirangelo/TRF4

Da Carta Campinas

Não é de fundamental importância a propriedade formal do ex-presidente Lula e material do Fernando Bittar, ou material de Lula e formal de Bittar”, afirmou o desembargador João Pedro Gebran Neto, relator da Lava Jato no TRF-4, e amigo de Sérgio Moro.

Em seu voto nesta quarta-feira 27 de novembro Gerbran afirmou, talvez sem perceber, que pouco importa se o sítio pertencia a Lula.

“O que me parece relevante é que o presidente Lula usou o imóvel”, afirmou.(…) Temos farta documentação de provas de que o ex-presidente usava o imóvel, seja porque levou parte do seu acervo ou também porque fazia e solicitava melhorias do sítio de Atibaia.”

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Juiz inocenta Lula e Dilma em acusação de "quadrilhão"

36 comentários

  1. Praticamente tudo que já usaram contra o Lula, roubaram ou tiraram das amizades que ele teve…
    não sabem o que é ter amigos de verdade e por isso condenam qualquer demonstração de apreço

    reparem que entre eles há muito pouco de pensamento original, ou melhor, reparem como um crime que é erroneamente identificado por um é passado para outro julgador por sugestão

    foi por isso que a sentença do triplex ficou toda florida

    5
    1
    • A sentença foi corretíssima. Nem bunlai, nem OAS e nem Oderbrecht fariam essas reformas caras pros proprietários formais do sítio.

      Fizeram pro Lula.

      Alguma dúvida a respeito?

      Além do mais encontraram na casa do Lula um contrato de gaveta, da venda do sítio ao Lula.

      Fácil ser malandro.

      Camarada pega o terreno de um amigo e recebe propina na forma de uma casa sem, contudo, passar pro seu nome em cartório, mas guarda na gaveta a compra do terreno. Crime perfeito?

      2
      24
      • Estranho não constar no processo o contrato de gaveta. Pelo visto só você ficou sabendo disso. Conta para o Mouro, jênio.

        19
        1
      • Gostaria que Li de Brusque me informasse (porque sou completamente leigo no assunto) o seguinte: a não ser a inicial, pequeníssima segundo consta dos autos e solicitada ao tal Bunlai por Dona Marisa, SEM O CONHECIMENTO DE LULA (pois não se conseguiu provar o contrário), TODAS as demais foram realizadas de 2012 a 2014, segundo os autos. Nessa época, Lula NÃO ERA MAIS PRESIDENTE, logo, qual o crime de corrupção passiva? Pode-se alegar problema ético mas, LEGALMENTE, corrupção não. Além disso, consta dos autos e da alocução política dos “desembargadores” QUE NÃO SE PROVA NENHUMA ATITUDE DE LULA em proveito das empreiteiras no âmbito dos contratos com a Petrobrás CHUTADOS irresponsavelmente pelos procuradores. Logo, NÃO SE PROVA CORRUPÇÃO ATIVA. Onde, então, a sentença foi “corretíssima”?

        22
        1
      • Faltou dizer que o tal contrata JAMAIS ASSINADO era fruto da vontade e proposta de Lua, de adquirir o sítio. Os proprietário não quiseram vender. Está nos autos.

        10
      • Do ponto de vista político, a sentença foi corretíssima. Mas do ponto de vista jurídico… o acordão é um cocô do $érgio Moro com três dias boiando no vaso sanitário.

        6
        1
      • Chega a ser deprimente ver certa “imprensa imparcial” tentando se fazer de idiota. Ou eles são ignorantes a ponto de desconhecer os mecanismos criminosos para ocultação de patrimônio, ou o problema é falta de caráter, mesmo. Deprimente.

        1
        6
      • Os imbecis de plantão, que se acham entendidos em tramamoias, apontam indícios de ocultação de patrimônio sem ao menos se dignar em repassar, pro MPF da Vaza Jato, a prova que obteve da venda do sítio pra Lula: o dinheiro na conta de Jacó Bitar, proprietário de fato e de direito do sítio, ou do depósito em conta de Lula, feito pelas empreiteiras. Como é possível alguém ser investigado, ter a sua vida revirada de ponta-cabeça e não acharem absolutamente nada, nem aqui nem fora do Brasil, que não tenha sido declarado em à Receita Federal? Onde está a prova da compra? Onde está o dinheiro pago por Lula ou pelas empreiteiras? Dizer que Lula é o dono só porque os abutres interessados em se livrarem da gaiola delataram só é admissível como prova num Estado de Exceção, que se basta pela acusação, pouco importando se há provas para sustentá-las.
        Enquanto os abutres e as hienas fazem a festa com o covarde “apedrejamento” da maior e mais ilustre vítima de seu ódio, os verdadeiros larápios do erário público e os fraudadores da lei circulam livremente em espaços públicos sem que sejam tratados com tal.

    • Correção. Lula foi condenado porque usou o sítio do amigo e reformou gastando quase 1 milhão de reais de réus confessos, empreiteira, no escandalo do Petrolão.

      2
      16
      • bom dia, Li…
        como é que está essa cidade linda, Brusque?
        quando rapazola passei algumas semanas aí e até hoje trago numa das minhas memórias o forte aroma de pinho no ar, só superado pelo perfume da minha namorada, ela gostava de usar talco no corpo todo, enfim, era uma flor em pessoa

        quanto ao contrato, àquele a que vc se refere é um sem assinatura?

        se for, eu tenho 5 numa das minhas gavetas, quer um?
        como estou sempre disposto a comprar lugares bonitos, sempre me antecipo e preparo um rascunho de contrato

        13
        2
        • Brusque deve estar feito a 25 de março, cheio de empresários fazendo compras para revender antes do natal. Já estive lá não senti esse aroma de pinho, devo ter estado em outro lado da cidade.
          Ah, o contrato… sem assinatura e rasurado apareceu um do Triplex também, querem fazer valer de todo jeito…
          Trabalhei em imobiliária, tinha rascunhos de contratos imobiliários aos montes inclusive assinados, porém se não fosse autenticado e registrado em cartório com cópias de documentos autenticadas de todos os envolvidos para efeito legal não valia nada. E agora, passou a valer ou só se for para o Lula?

      • bom dia, Li…
        como é que está essa cidade linda, Brusque?
        quando rapazola passei algumas semanas aí e até hoje trago numa das minhas memórias o forte aroma de pinho no ar, só superado pelo perfume da minha namorada, ela gostava de usar talco no corpo todo, enfim, era uma flor em pessoa

        quanto ao contrato, àquele a que vc se refere é um sem assinatura?

        se for, eu tenho 5 numa das minhas gavetas, quer um?
        como estou sempre disposto a comprar lugares bonitos, sempre me antecipo e preparo um rascunho de contrato

        aquele abraço

        5
        1
      • Sua burrice só é comparável a dos lavajateiros que destruíram a economia nacional.
        Até testemunhas do caso afirmaram que o presidente Lula jamais solicitou e nem foram concedidas qualquer benesses para este tal sítio.
        Para uma acusação contra alguém é necessário provas incontestáveis e não estórias criadas pela imaginação de algum promotor ou juiz.
        É exatamente por causa de agressões ao direito como esta que o nosso país está se transformando em um pária mundial.

        19
        2
      • Nenhuma das suas “correções” configura crime para condenar uma pessoa sem nenhuma ligação direta com uma miríade de crimes de corrupção que SEMPRE ocorreram e CONTINUAM ocorrendo. Nenhuma prova ou sequer delação específica.
        Para finalizar, só um simples “auxilio-moradia” indevido do seu presidente que tinha moradia “pra comer gente” custou comprovadamente aos cofre públicos MAIS do que as obras do tal sítio. Se Lula foi condenado a 18 anos, qual seria a pena equivalente para o Bozó? 26 anos?
        Diz aí, Lili…

  2. Claro. Minha questão não guarda relação com os “julgamentos” de Lula o TRF-4. Mas quando se mudarão as leis para que haja punição DE FATO a juízes, desembargadores e procuradores que extrapolem seus deveres funcionais por razões político-partidárias ou ideológicas? Aposentadoria com manutenção dos salários nababescos e imerecidos não vale, porque é prêmio.

    14
    1
  3. Ai reclamam quando Gilmar Mendes reverte ou rebate sentenças. Nada sobre coisa nenhuma.
    Querem prender porque acham que devem ou para atender algum tipo de demanda que, um dia, precisará ser muito bem explicada.
    Será que não tem nada a respeito no The Intercept?

    7
    1
  4. Mas o principal está sendo esquecido: o que prova corrupção não é propriedade nem frequência de uso mas a contrapartida disso. Permanece, portanto, a questão: o que é que Lula recebeu indebitamente em troca de frequentar ou possuir aquele sítio?

    (Na verdade o principal é que os juízes do TRF-4 condenam Lula, com prova ou sem, com o único objetivo de minar, aos poucos que seja, seu poder político. Ou seja, a principal questão é juiz usando de suas responsabilidade para fazer política e não direito.)

    16
    1
    • disse tudo…
      entre o ideal e o concreto, o concreto seria provar, materializar, a contrapartida. O que não fizeram

      aí ficam apenas com o ideal e, para não interromper a sequência de achismos, condenam mesmo assim

      O que está ficando claro nesta jogada política toda é a necessidade urgente de se impor algum tipo de limite à liberdade de interpretação desses caras. Repare que interpretam até provas inexistentes

      foi por isso que eu trouxe à luz o poder da sugestão, por interpretação, pela emoção e pelo desejo antecipado de condenar. É do humano esta imperfeição, normal, da qual ninguém pode se livrar, principalmente quando levado em raiva e ódio para com o outro

    • No processo do Triplex, o Lula foi condenado com base em convicções mas no processo do Sítio de Atibaia o Lula foi condenado com fundamento em ‘FARTA DOCUMENTAÇÃO DE PROVAS de que o ex-presidente USAVA o imóvel, seja porque levou parte do seu acervo ou também porque fazia e solicitava melhorias do sítio de Atibaia”.

      Ora, bolas, o fato de não haver prova de que foi o Bumlai o pagador direto ou indireto desse valor é uma prova de que o pagador desse valor foi o Lula. Se não foi o Bumlai, quem mais poderia ser senão o Lula?

      O Gebran VOTOU como se fosse Procurador e não Desembargador, pois, sem qualquer certeza, se baseou apenas nas aparências para condenar o Lula:

      “O que me PARECE relevante é que o presidente Lula usou o imóvel”.

      “Não vejo como atribuir a José Carlos Bumlai a responsabilidade pela lavagem de capital desta forma, motivo pelo qual, pedindo vênia pelo modo simplificado como estou votando, me PARECE que é imperativo nesse caso, à luz daquilo que fiz como prova acima de dúvida razoável, a absolvição de José Carlos da Costa Bumlai pela prática do crime de lavagem de dinheiro.”

      As aparências enganam. Uma cobra coral verdadeira se parece com uma cobra coral falsa. Já pensou se além da mosca azul, o Gebran fosse picado por uma cobra coral? Será que ele diria: “Me PARECE que é uma coral falsa, logo, eu não vou tomar soro anti-ofidíco”. Ora, se ele agisse com base nas aparências, pouco tempo depois da picada e do seu PARECER, ele poderia bater o rabo na cerca, isto é, poderia ir dar água aos bodes.

      Ademais, de acordo com o Gebran, o Lula utilizava o sítio de Atibaia enquanto EX-PRESIDENTE, ou seja, ele utilizava o sítio quando não era mais agente público. Ora, se o crime de corrupção é um crime funcional, como pode o Lula, não sendo funcionário público, praticar o crime de corrupção?

      O Brasil é famoso internacionalmente por suas ‘dançarinas’ e jaboticabas, não por seus juristas.

  5. Aparicio Torelli dizia que tinha sido preso
    porque estava tomando “café em pé”.
    A história é longa e não dá ´prá contar aquí.

    • lembrei daquela moça que foi condenada na AP 470 só por ter sido filmada diante de um terminal eletrônico de banco……………………..

      e ainda querem continuar com liberdade total…………………..um absurdo

      mas os bons livros a gente escreve parando de escrever nos pontos em que somos levados mentalmente, ou inconscientemente, a concluir……………………abandonei meus arremedos de poesia por causa disso, porque eu começava e um outro terminava………………..não havia poesia naquilo, só tormento, prisão, portais sempre abertos para nada do que realmente fui como aprendiz de escritor, de vida e vivências…………não parar em determinados pontos de um livro é se perder em ficções

      peço desculpa pela aproximação, aquele abraço

  6. O sentido lógico dessa condenação do Lula, tem no sentido lógico algo absolutamente INFANTIL. Ele fez uso e com o uso produziu uma materialidade que permite deduzir que é esse uso a propina. Algo lhe foi oferecido pela figura do de um tal Fernando Bittar. Um tal Bitar que aparece como proprietário do imóvel e que não deve no processo aparecer como amigo. O Lula nessa amizade era Presidente sendo favorecido por ser presidente de um amigo antigo. Que lhe fornece usufruto de sua propriedade porque seu amigo Presidente utiliza o cargo de Presidente para receber a propina do usufruto da sua propriedade. O Bittar aparece como um trouxa. E os desembargadores como seres desacreditados de um dia na vida merecerem amizades autênticas. São pressupostos do utilitario de Stuart Mill.

  7. Um homem que doa um estádio para o Timão precisa receber, a título de propina, e ainda por cima não sendo agente estatal, um sitiozinho merreca desses?

    2
    1
  8. Tem gente que subiu na carreira por favores como aqueles cobrados por Aníbal Curi (se me entendem …); gente que não é digna senão de desprezo. Quanto mais esses trastes se expõem, mais se EXPÕEM! Tem gente que parece ter orgulho de ter absoluto desprezo pela honra, decência, honestidade intelectual… Na atividade privada, esses desqualificados morreriam de fome ou viveriam nas costas de sogros, humilhados pela madame!

  9. E como ficaria, então, o apartamento que FHC utiliza em Paris e que, segundo ele, pertence a um amigo? Não vem ao caso?

    • Não, o apartamento de um amigo usado pelo FHC em Paris não vem ao causo, seja porque o FHC NÃO levou parte de seu acervo prá lá, seja porque ele não fez nem solicitou melhorias no Apartamento.

  10. Henry Ford, já como ex-presidente confidencia a um amigo que não conseguia mais gastar dinheiro depois que saiu da casa branca. Onde quer que vai, as pessoas fazem questão de não cobrar dele o serviço. Se quer ir para um spa, não paga. Um restaurante, não paga. O portão da garagem estragou, o cara não cobra.

    EUA seria um prato cheio para Gerbran. Iria prender todos os ex-presidentes americanos e se tornar um herói da moralidade. E, quem sabe, se tornar o novo presidente dos EUA? Tem futuro….

  11. Já que o Lula não se acusa, nós o acusamos. Como não conseguimos provas, temos convicção e esta é a nossa maior prova, pois somos juízes, promotores e desembargadores. Nossa palavra é a verdade, doa a quem doer (esse é o pensamento e o arbítrio orquestrado pela república de Curitiba).!7

  12. Realmente, Lula foi condenado porque visitou o sítio do amigo e exigiu que as construtoras corruptas reformarem a casa, a piscina trocasse os móveis, pois se não o fizessem isso, nunca mais ele voltaria lá.

  13. Seria interessante saber como seria a sentença caso o réu fosse o frequentador do apartamento da Avenue Foch em Paris.

  14. Os imbecis de plantão, que se acham entendidos em tramamoias, apontam indícios de ocultação de patrimônio sem ao menos se dignar em repassar, pro MPF da Vaza Jato, a prova que obteve da venda do sítio pra Lula: o dinheiro na conta de Jacó Bitar, proprietário de fato e de direito do sítio, ou do depósito em conta de Lula, feito pelas empreiteiras. Como é possível alguém ser investigado, ter a sua vida revirada de ponta-cabeça e não acharem absolutamente nada, nem aqui nem fora do Brasil, que não tenha sido declarado em à Receita Federal? Onde está a prova da compra? Onde está o dinheiro pago por Lula ou pelas empreiteiras? Dizer que Lula é o dono só porque os abutres interessados em se livrarem da gaiola delataram só é admissível como prova num Estado de Exceção, que se basta pela acusação, pouco importando se há provas para sustentá-las.
    Enquanto os abutres e as hienas fazem a festa com o covarde “apedrejamento” da maior e mais ilustre vítima de seu ódio, os verdadeiros larápios do erário público e os fraudadores da lei circulam livremente em espaços públicos sem que sejam tratados com tal.

  15. Miséria…. Está visto porque as evangélicas pentecostais avançam. Cada um acredita no que quer, no que lhe enfiaram goela adentro. Estão aí as denúncias do intercept sobre as relações TRF4/Moro e ainda há incautos defendendo a exatidão da sentença contra Lula. Faça você, Li tão crente, uma exegese da Lava Jato. Quantos denunciados delatores se deram bem, quantos advogados “especialistas em delação premiada” atuaram e… se deram bem, como Moro foi premiado com o Ministério da Justiça. E por que a mesma faina moralista não chega a Queiroz e quejandos?…

  16. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome