Supremo começou a por fim nos abusos da Lava Jato, diz petista após vitória de Gleisi

Foto: PT na Câmara

Jornal GGN – A vitória de Gleisi Hoffmann na segunda turma do Supremo Tribunal Federal foi uma “goleada” contra os abusos da Lava Jato. A avaliação foi feita pelo deputado federal do PT Wadih Damous, que fez uma transmissão ao vivo no Facebook, ao lado do colega de Parlamento e correligionário Paulo Pimenta, comentando o julgamento imposto à presidente do partido pela Procuradoria Geral da República.

Damous analisou que após a repercussão mundial da prisão de Lula, os abusos da Lava Jato ficaram conhecidos e a maioria do Supremo passou a se preocupar com a credibilidade da Corte. Com isso, os ministros iniciaram um claro movimento para conter os procuradores que abusam de delações premiadas para denunciar políticos e empresários.

Segundo o parlamentar, a primeira vitória sobre a Lava Jato ocorreu na semana passada, quando o STF vetou as conduções coercitivas. A absolvição de Gleisi, denotando que delações sem provas não devem ser usadas para condenar uma pessoa, foi uma “goleada”.

O parlamentar ainda acrescentou que a chamada República de Curitiba ainda vai acabar “no banco dos réus” por causa do modus operandi adotado nos processos contra Lula e outros petistas. 

Pimenta, por sua vez, cobrou pedido de desculpas de quem atacou Gleisi com base em delações sem provas. 

A presidente do PT, seu marido e ex-ministro Paulo Bernardo e o empresário Ernesto Kugler foram acusados pelo Ministério Público Federal por corrupção e lavagem de dinheiro, envolvendo a suposta quantia de R$ 1 milhão que teria sido repassada à campanha da senadora, em 2010, por esquema montado pelo doleiro Alberto Youssef. Em troca, Gleisi teria a intenção de beneficiar o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, também colaborador da Lava Jato.

Por 5 votos a 0, a segunda turma absolveu Gleisi Hoffmann. Apenas dois ministros votaram pela condenação de um crime que não estava previsto na denúncia, de caixa 2. Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski discordaram e criticaram a precariedade das “provas” usadas pelos procuradores para corroborar as delações.

9 comentários

  1. Ingenuidade

    Gosto muito do Wadih, é um deputado aguerrido e corajoso, que luta pelas causas que considero certas. Mas não acredito nas previsões que ele faz (como se estivéssemos com as instituições funcionando normalmente).

    Lembro que, logo no começo do processo de impeachment, ele disse que o pedido nem passaria pela comissão de constituição e justiça. Passou. Depois disse que o processo não seria aprovado pela câmara dos deputados. Foi aprovado. Depois foi o que vimos, com a aprovação de um golpe ridículo, de republiqueta de bananas, que instaurou no país uma situação em que a democracia ficou machucada. E o judiciário, particularmente o STF, no mínimo fez vistas grossas para o golpe, e a partir daí entramos num período de anormalidade democrática. 

    Mais uma vez, discordo frontalmente da avaliação do Wadih. Gleisi não tem possibilidade de ser presidente da república, como Lula tem, se concorrer à eleição. Sendo assim, o que aconteceu no julgamento dela não é padrão para o que acontecerá no do Lula.

    Desde o golpe, parte significativa dos membros do STF estão fazendo julgamentos políticos. Eu acho que não há a menor possibilidade de o STF aliviar Lula. Acho que o manterão condenado.

    Há tempos, a esquerda brasileira está sendo ingênua em acreditar no funcionamento democrático das instituições. 

       

    • Perfeito. Inclusive

      Perfeito. Inclusive “ingenuidade” foi exatamente o que pensei quando li essa matéria.

  2. e agora, com Gleisi, Paulo e

    e agora, com Gleisi, Paulo e Mercadante inocentados, então ta tudo bem ? Isso é sinal que farão o mesmo com LULA dia 26/06 ?

    EU não contaria com isso (e juro-por-deus que espero estar enganado, pois se assim, um novo cenário profícuo deverá ser traçado)

    As decisões da 2o turma (que de boba não tem nada) pode ser meio que uma licença pra eles se arvorarem como probos e justos, e daí se sentirem confortáveis pra manterem a sentença ABSURDA sobre LULA no caso do TRIPLEX

    LULA, bom entenderem, foi condenado por um tribunal ..ali se julgará um recurso que já foi negado pelo plenário, mesmo que sabendo-se ferir a CONSTITUIÇÃO do país (e sob protestos de dvs dos seus membros)

    Fora que a GLOBO-mercado-Barroso aceleraram as críticas e o cerco aos dissidentes do GOLPE

    DE mais triste ainda é que diante das perspectivas de venda do controle da Brasken e Embraer pra estrangeiros ..ou da privataria do satélite, da abertura de Alcântara, da Eletrobrás, Caixa, PRÉ SAL e de inúmeros setores da Petrobrás (Liquigás, BR distribuidora, gasodutos e REFINARIAS por exemplo) triste mesmo é não vermos NENHUMA MANIFESTAÇÃO das Forças Armadas indo a favor do controle NACIONAL, meio que como dizendo que concordam em entregar a pátria sem lutar aos americanos

    ..triste, preocupante

    nota – um processo custa caro ..paralisa a máquina, funcionários, promotores, advogados, policiais, juízes etc ..a julgar pelo placar fica patente que o Ministério Público agiu com displicência no caso (e em milhares de outros diariamente pelo BRASIL) ..sinceramente, tava na hora dessa turma (Ministério Público) ser controlada externamente pra que seus membros sentissem que não podem tudo como se pretendem. Enfim, a pergunta que fica, Rodrigo Janot vai sair impune depois desta CRISE e perseguição montadas ?

  3. Pois é…

    E como Cynara Menezes, no Twitter, perguntamos:   E quem vai apagar o dano feito à imagem de Gleise?  É preciso que haja um basta nessa criminosa perseguição!!!  O país não chegará a lugar algum, enquanto nossas autoridades se acovardarem diante daqueles manipulados pela mídia! Na rede, os inocentes úteis e os não tão inocentes cansaram de intitular a senadora como ladra. Que o STF seja firme e comece a dissipar o obscurantismo que lá existe, e façam valer a ordem e a imparcialidade!  Que tudo façam para obter o respeito que tem perdido!

  4. Atenção!

    Nassif: quero estar enganado, mas o pessoal tá cantando vitória antes do tempo. A grande mídia sabe como instigar os bandos golpista para virar o jogo.

    O trio-maldito (PSDB/DEM/PPS) tem penetração e poder atraves de um Judiciário onde 90% de seus Vergugos estão envolvidos ou são partícipes do golpe. Sem esquecer, o bando é o queridinho da caserna, de quem tem poio e incitentivo. E os detitros de maré baixa da classe política apoiam a quem lhes der mais. 

    Nesse tunel em que meteram a Nação tem curvas no percurso e por isto é precário dizer que há luz na saida. 

    Não esqueça que aquela flor que não se cheira ira presidir a Justiça Eleitoral. E ela, e os outros do Delcídio, já disse a que veio.

    Sem esquecer que esse rio tem águas turvas e tá cheio de piranhas…

  5. Lava jato Lula Mercado Exército
    Obviamente o individualismo da Lava Jato vai parar, pois o mercado financeiro perdeu mais que ganhou, entretanto quem detém os votos para endereitar o time jurídico de Curitiba e correlatos nacionais dela, é o STF ou melhor o Comando do Exército, que não quis Lula solto. Quem sabe se Lula preso domiciliarmente, as Forças Armadas deixa o Supremo trabalhar para a Justiça voltar ao seu autocontrole hierárquico.

  6. Traidores da Pátria

    Espero que um dia os criminosos que compõem a República de Curitiba (promotores, delegados e Moro) sejam denunciados por crimes de Lesa Pátria. São traidores do Brasil e serviçais dos EUA.

    • Traidores da história do Brasil.

      Hoje, visitando o Twitter do Emir Sader, reparei num twitter do Juninho Pernambucano, retweetado pelo Emir. Ao ver seu comentário acima,  vi a semelhança dos dizeres.  E lá vai:  Do Twitter do JUNINHO PERNAMBUCANO:

      ” Imagina você morrer e levar junto o alcunha de Traidor da Pátria. Temer, Aécio, juízes, artistas, atletas, jornalistas etc… Imagina o livro: Os maiores traidores da história do Brasil. Melhor morrer na solidão silenciosa, que levar com a alma, a traição feita à sua nação.”

      Viva o Juninho!

  7. Bem agora que começam a

    Bem agora que começam a entrar na mira da Justiça gente do PSDB, do DEM, do PPS…

    Torço pela senadora, pelo ex-presidente, mas torço ainda mais pelo Brasil. E esse corre  risco de se deixar iludir pelos golpistas.

    Não é inédito: quem viveu sob o regime militar se lembra das tentativas das firmas que produzem entretenimento noticioso de dizer que estava tudo bem, mesmo com o aprofundamento do que o Chico chamou de “tenebrosas transações”.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome