TRF-1 adia julgamento sobre afastamento de Salles do Meio Ambiente

Análise do caso estava marcada para esta terça-feira, 27, mas foi transferida para o dia 3 de novembro

Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. | Foto: José Cruz/Agência Brasil

Jornal GGN – O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) adiou o julgamento que estava previsto para esta terça, 27, sobre o pedido de afastamento de Ricardo Salles do cargo de ministro do Meio Ambiente. A análise do caso foi transferida para o dia 3 de novembro.

O pedido de afastamento foi movido em julho pelo Ministério Público Federal (MPF).  De acordo com o órgão, a gestão de Salles culminou em uma “desestruturação dolosa das estruturas de proteção ao meio ambiente”.

Em 14 de outubro, o juiz Márcio de França Moreira, da 8ª Vara Federal do DF, negou uma concessão de liminar sobre o caso. Segundo o magistrado, o MPF não apresentou justificativas de como a manutenção de Salles no cargo poderia prejudicar a análise da ação judicial.

Salles nega as acusações do MPF e argumenta que o pedido é uma “tentativa de interferir em políticas públicas”.

Com informações do G1.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Amapá: Juiz afasta diretorias da Aneel e do ONS por apagão

1 comentário

  1. Nenhuma novidade. Assim como o STF esse Tribunalzinho também virou um órgão consultivo no que se refere aos interesses da familícia. O Brasil não tem governo, nem Judiciário – só um bando de vagabundos que devoram o orçamento com a voracidade das feras.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome