Mulheres realizam ato em defesa a Lula em Porto Alegre

Manifestação reúne representantes de dezenas de movimentos sociais que apoiam o direito do ex-presidente de se candidatar neste ano
 
ato_.jpg
 
Jornal GGN – A Frente Brasil Popular, que reúne dezenas de movimentos sociais, continua nesta terça-feira (23) realizando uma série de atos em apoio a Lula, em Porto Alegre, onde será julgada a apelação da defesa do ex-presidente, amanhã (24), no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). A candidatura de Lula às eleições deste ano dependerá diretamente da decisão do colegiado de desembargadores.
 
Neste momento acontece na capital do Rio Grande do Sul o “Ato das mulheres em defesa da democracia e pelo direito de Lula ser candidato”, aos gritpos de “não há provas” e “nem recatada e nem do lar, a mulherada está na rua pra lutar”.
 
O ex-presidente foi condenado a 9 anos e seis meses de prisão em 1ª instância pelo juiz Sérgio Moro no caso Triplex por corrupção e lavagem de dinheiro. A alegação é que Lula teria recebido o apartamento do Guarujá em troca de contratos que teriam beneficiado a OAS junto à Petrobras. Entretanto o imóvel nunca esteve em nome do ex-presidente e chegou a ser usado em negociação da OAS junto a credores como massa falida de um braço da empresa. 
 
Os movimentos populares avaliam que o julgamento está sofrendo parcialidade, inclusive o processo de Lula foi lançado na frente de sete outros que estavam na lista de espera do TRF-4. A celeridade se explicaria porque com a condenação do ex-presidente na segunda instância ainda este mês ele poderia ficar impedido de concorrer às eleições deste ano, pela Lei da Ficha Limpa.   
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Nasce uma estrela, por Gustavo Conde

1 comentário

  1. Com as bandeiras nas ruas, ninguém pode nos calar

    Oração Latina

    (César Teixeira)

     

    Esta nova oração
    É uma canção de vida
    Pelo sangue da ferida no chão
    Que não cicatrizará
    Nem tampouco deixará de abrir
    A rosa em nossos corações…

    E diga sim…
    A quem nos quer abraçar
    Mas se for pra enganar
    Diga não…

    Com as bandeiras na rua
    Ninguém pode nos calar

    E quem nos ajudará
    A não ser a própria gente?
    Pois hoje não se consente esperar
    Somente a rosa e o punhal
    Somente o punhal e a rosa
    Poderão fazer a luz do sol brilhar.

    E diga sim…
    A quem nos quer acolher,
    Mas se for pra nos prender
    Diga não…

    Ninguém vai ser torturado
    Com vontade de lutar.
    Ninguém vai ser torturado
    Com vontade de lutar.

    E diga sim…
    A quem nos quer acolher…
    Mas se for pra nos prender…
    Diga não…

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome