Reações de bolsonaristas alvos de Operação são mais ataques ao STF

"Vivemos a ditadura do STF", "perseguição", "Moraes, seu covarde", "cúmplices da ditadura", "será necessário usar o Art 142?", foram alguns dos ataques. Acompanhe

Jornal GGN – As reações dos alvos da Operação deflagrada nesta quarta (27), contra disseminadores de Fake News, foram frases recheadas de extremismo e mais ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF).

“Vivemos a ditadura do STF”, disse Filipe Barros (PSL-PR), convocando ainda que a população se revolte contra o Supremo:

O comentário da deputada Carla Zambelli (PSL-SP) foi uma ameaça contra aqueles que ela considera “adversário”. “Se você aplaude a ação ilegal contra seu adversário, não adianta reclamar quando ela se voltar contra você.”

Em outra publicação, a deputada pediu ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) para dar andamento aos pedidos de impeachment contra o ministro Alexandre de Moraes, do STF.

“Estamos vivendo um estado de exceção, ironicamente sob os aplausos dos que acusam o Presidente @JairBolsonaro de querê-lo. Está na hora do Sr. @davialcolumbre cumprir seu dever constitucional e analisar com carinho os pedidos de impeachment contra o responsável por esse absurdo.”

O blogueiro Allan dos Santos, do Terça Livre, ameaçou de intervenção militar “para restabelecer a ordem”. “Será necessário usar o Art 142 ou teremos alguma postura do PGR e Ministério da Justiça?” (leia mais aqui).

“Até quando fingiremos estar em uma democracia? Precisamos recorrer à Constituição para restabelecer a ordem. Dr. Ives Gandra já deu uma aula sobre isso. Será necessário usar o Art 142 ou teremos alguma postura do PGR e Ministério da Justiça?”.

Nessa mesma linha, a deputada Bia Kicis (PSL-DF) também adotou o tom de ameaças, e disse que os que apoiam a Operação deflagrada hoje “são cúmplices” do que ela considera ser “ditadura”.

Leia também:  América Latina e Caribe tornam-se epicentro da pandemia; ONU sugere ações

“Não se esqueçam das pessoas q estão comemorando os abusos de autoridade e atos antidemocráticos do ministro Alexandre de Moraes contra jornalistas, humoristas, empresários e qquer outra pessoa comum. São cúmplices da ditadura. Jamais me calei contra a tirania nem contra adversários”, publicou em suas redes.

A bolsonarista Sara Winter atacou o ministro do Supremo, relator da autorização de busca e apreensão. “Moraes, seu covarde, você não vai me calar!!”, exclamou, após ficar sem computador e celular.

O deputado estadual Douglas Garcia (PSL) também é um dos investigados e disse que a investigação é uma “perseguição do inquérito inconstitucional 4.781 estabelecido pela ditatoga”.

“Polícia Federal no meu gabinete: a perseguição do inquérito inconstitucional 4.781 estabelecido pela ditatoga com o intuito de criminalizar a liberdade de expressão e a atividade parlamentar”, afirmou.

O empresário Luciano Hang, dono das lojas Havan, disse em vídeo divulgado nas redes que “levaram seu celular e computador pessoal, para ver se eu tinha feito algo contra o STF, Fake News contra a Corte”. “Jamais”, respondeu.

O deputado Daniel Silveira, do Rio de Janeiro, disse que é “um ataque à liberdade de imprensa”. Cabo Junior Amaral (Minas Gerais) também qualificou como “inconstitucional”. “O crime? Ofensas à corte”, escreveu.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

4 comentários

  1. Cadê o vídeo da Sara Winter?

    Pegue um juiz da Suprema Corte dos Estados Unidos, ou qualquer país europeu tipo Alemanha, Inglaterra, por aí, e mostre o vídeo da Sara Winter, é coisa pra 30 anos de prisão, no mínimo.

    O Brasil virou uma geléia geral.

  2. Roberto Jefferson é profundo conhecedor do ordenamento jurídico. Não é leigo. Nem besta.
    Se está tomando esta atitude de afronta ao STF, mesmo depois da operação, é porque está convicto de que haverá um auto golpe do Bozo, com apoio dos militares.
    Está, simplesmente, cavando um bom lugar no suposto futuro governo autoritário. Talvez, na corte suprema.
    Se for este o seu propósito, errou feio ao comprar briga com o Olavo Terra Plana.
    Até as colunas dos palácios sabem que Olavo faz a cabeça da familícia.

  3. É muito provável que todos e todasque agora reclamam de arbítrio por parte do STF foram ao orgasmo quando da ilegal coercitiva contra o Lula e depois da sua prisão sem prova.

    Agora criticam quem se delicia com a sofrencia que estão passando. Fodam-se.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome