Aliança do Brasil só tem 3% das assinaturas necessárias

Partido fundado por Jair Bolsonaro coleciona percalços; sigla chegou a ‘filiar’ mortos e a protocolar eleitores inexistentes para atingir meta

Foto: Reprodução

Jornal GGN – A Aliança pelo Brasil acumula diversos percalços em seus sete meses de existência, ao mesmo tempo em que o partido que pretende abrigar o bolsonarismo sequer está perto de 10% das assinaturas necessárias para sua legalização.

Segundo dados divulgados pelo jornal Folha de São Paulo, a Justiça Eleitoral validou 15.721 das 492 mil assinaturas necessárias segundo a legislação em vigor, o que corresponde a 3,2% do mínimo necessário.

Por outro lado, o total de assinaturas assinadas é 61% maior (25.384 registros) e por uma série motivos, como o uso de dados de 44 pessoas que já faleceram e de 150 eleitores que não existem, de acordo com análise do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A avaliação mostra ainda que 71% das fichas barradas estão relacionadas à filiação formal dos inscritos em algum dos 32 partidos existentes, o que é proibido, enquanto 1.284 apoios foram descartados por estarem em duplicidade e 3.352 registros mostram que cidadãos declararam estado divergente do que consta no cadastramento eleitoral.

O levantamento também mostra a existência de 98.873 assinaturas de apoio que estão em fases de tramitação anterior ao momento de apuração da validade. Ou seja: caso a proporção de descartes de assinaturas seja mantida, o partido de Bolsonaro precisará recolher não só 492 mil assinaturas válidas, mas cerca de 800 mil.

 

Leia Também
Bolsonaristas atacam MBL após prisão de membros do movimento 
‘Se acabarem as fake news, acaba Jair Bolsonaro’, diz especialista
TCU proíbe governo Bolsonaro de anunciar em sites ilegais
As ações do MBL e o lawfare em andamento contra a liberdade de expressão

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Manchetes dos jornais dos EUA

3 comentários

  1. Nassif: os caras não dormem de touca. Nova sigla tá a caminho. O KVD (KhmerVerdeDemocrático). Reunirá os daCaserna, Centrão (Valdemarzinho e JeffersonX-9 dentre os líderes), Demoníacos e Tucanídios. Imbatível, nas urnas e nos saques aos cofres públicos.

  2. Falsificar assinaturas é crime. Alguém já foi preso? Ou, pelo menos, algum inquérito já foi aberto?

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome