Comissão terá 10 dias para analisar Enem e recomendar exclusão de perguntas por motivo ideológico

Formada por 3 integrantes, a comissão anunciada em fevereiro deve caçar assuntos que, para o governo, conversam com a chamada "ideologia de gênero", por exemplo

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – O Inep, órgão do Ministério da Educação que coordena o Enem, nomeou nesta quarta (20) o nome de 3 pessoas que farão parte de uma comissão para analisar o banco de perguntas do exame e recomendar a exclusão de questões por “motivo ideológico” para posterior adaptação.

Farão parte da comissão o secretário de Regulação e Supervisão da Educação Superior do MEC, Marco Antônio Barroso Faria, o diretor de estudos educacionais do Inep, Antônio Maurício Castanheira das Neves, e o representante da sociedade civil Gilberto Callado de Oliveira, procurador de Justiça do Ministério Público de Santa Catarina, informou a Folha de S. Paulo.

Segundo o jornal, a comissão terá 10 dias para realizar o trabalho numa sala “segura” do Inep, e tudo deve ocorrer sob contrato de sigilo.

A palavra final sobre a adaptação de questões enquadradas é do presidente do Inep, Marcus Vinicius Rodrigues.

A Folha explicou que as perguntas não poderão ser simplesmente descartadas porque o Banco Nacional de Itens passa “por rigoroso processo de produção” e “envolve alto gasto de dinheiro público.” Por isso é que “questões dissonantes serão separadas para posterior adequação, testagem e utilização, se for o caso.”

IDEOLOGIA DE EXTREMA-DIREITA

A Folha anotou que esta é a primeira medida tomada pelo governo Bolsonaro para interferir em conteúdos educacionais.

É uma promessa de campanha de Bolsonaro, reafirmada pelo ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodriguez.

2 comentários

  1. Quem deu poderes a esses 3 esgualepados para censurarem questões?
    Quem disse que eles podem se sobrepor a todo o trabalho técnico que cerca referido processo?
    Quem disse que os fascistas podem fazer gato e sapato da democracia?
    Esse ministreco e seus bolsonazis?
    Haja país de merrecas.

  2. Nao são dignos de serem levados em conta. Mas, como temporariamente estão ai, sugiro que os candidatos ao ENEM tenham em mente declarações recentes de uma “pastora” (mais uma) ligada a educação, de que as ciencias, incluindo as exatas, deverão ser ensinadas sobre a ótica de Deus.
    Entao, se preparem para questões como a determinacao das dimensões minimas da arca de Noé para conter alimentados todos os casais de animais (desprezar os faunos e sátiros, pois sao tarados, e os unicórnios pois sao gays) ou questoes para determinação da populacao em 10 anos a partir de Adão e Eva (supondo que sempre nasçam casais).
    Só levando na sacanagem mesmo…

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome