Coronavírus deve afetar retomada do trabalho formal, diz Ipea

Disseminação do vírus deve impulsionar trabalho de transporte e entrega por aplicativos; melhora inicialmente estimada está “um pouco suspensa”

Variáveis sobre mercado de trabalho devem mudar devido ao coronavírus. Foto: Reprodução

Jornal GGN – O mercado de trabalho formal mostrou sinais de recuperação durante o trimestre fechado em janeiro, de acordo com análise elaborada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), mas as variáveis devem ser modificadas diante da pandemia de coronavírus.

“Neste momento, a gente não sabe precisar, porque a gente não sabe ainda a intensidade nem a duração dessa crise”, disse a técnica de Planejamento e Pesquisa do Ipea, Maria Andrea Parente, em entrevista para a Agência Brasil. “A gente vinha em um cenário de expectativas muito positivas para 2020 e, neste momento, essa melhora das expectativas está um pouco suspensa.”

Para o diretor de Estudos e Políticas Macroeconômicas do Ipea, José Ronaldo de Castro Souza Júnior, uma possível disseminação do coronavírus no país pode impulsionar mais trabalhadores ao transporte de passageiros e entrega por aplicativos.

“O setor tende a ter crescimento no cenário de crise que está se desenhando, porque as pessoas vão continuar a comer, mas vão evitar lugares públicos. Elas vão tentar evitar transporte de massa, e você minimiza isso por meio desse tipo de serviço. A tendência é que esse tipo de trabalho ganhe ainda mais destaque.”

Um dos dados que o Ipea interpreta como sinal de recuperação econômica é a retenção dos trabalhadores: os dados do instituto mostram que 90,1% dos trabalhadores formais do último trimestre do ano passado já estavam na formalidade no trimestre anterior, resultado que é considerado o melhor desde 2012.

O fluxo de trabalhadores que trocaram a informalidade pela formalidade também cresceu, chegando a 13,7%. O Ipea destaca que a formalização indica confiança, já que envolve mais custos de contratação e vínculo entre empregadores e empregados.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 comentário

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome