Defesa de Flávio Bolsonaro fez reuniões com a Receita para obter dados, diz colunista

De acordo com o próprio órgão, os encontros aconteceram em 26 de agosto, 4 de setembro e 17 de setembro deste ano

Reprodução

Jornal GGN – As advogadas do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos/RJ) realizaram três encontros com integrantes da Receita Federal para obter dados, de acordo com a coluna de Guilherme Amado, publicada nesta sábado, 2, no site da Revista Época. 

Segundo o jornalista, um dos encontros com o secretário da Receita, José Tostes Neto, contou com a presença do próprio Flávio. Esta reunião, no entanto, não consta na agenda e aconteceu fora do prédio do órgão.

De acordo com a Receita, a partir da Lei de Acesso à Informação, os encontros aconteceram em 26 de agosto, 4 de setembro e 17 de setembro deste ano. A primeira reunião contou com as advogadas de Flávio, Luciana Pires e Juliana Bierrenbach. No segundo, compareceu apenas Juliana Bierrenbach. Já no último encontro foram Flávio e Luciana Pires.

Dias depois, em 29 de setembro, o senador – investigado por suposto esquema de rachadinha na Assembleia Legislativa do Rio (Alesp) – também se encontrou com o diretor-presidente do Serviço Federal de Processamento de Dados do governo (Serpro), Gileno Gurjão Barreto, em Brasília, para pedir que a empresa federal de dados corroborasse com a tese de sua defesa, ato que a Receita já havia se negado.

Procurada para esclarecer os encontros, a Receita afirmou que cabe ao Ministério da Economia se manifestar sobre o caso.

Vale lembrar, que esta é apenas mais uma revelação, entre outras, sobre a articulação da defesa de Flávio com órgãos federais.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora