Divergência com Renda Cidadã leva Bolsonaro a se reunir com equipe econômica

Governo foi alvo de críticas de políticos e do mercado financeiro devido a possível uso de verbas do Fundeb e dos precatórios para financiamento

Foto: Reprodução

Jornal GGN – O presidente Jair Bolsonaro reuniu o ministro da Economia, Paulo Guedes, e integrantes da equipe econômica do governo no Palácio do Planalto nesta quarta-feira (30), por conta das divergências em torno do financiamento do novo programa social, batizado de Renda Cidadã.

Segundo informações do G1, a reunião no Planalto teve a presença do ministro da Economia, Paulo Guedes, e dos secretários Bruno Bianco (Previdência e Trabalho), Waldery Rodrigues (Fazenda) e José Tostes Neto (Receita Federal), todos do Ministério da Economia, além do senador Márcio Bittar (MDB-AC), vice-líder do governo e relator da chamada PEC Emergencial.

As divergências começaram na segunda-feira, quando Bittar declarou que o Renda Cidadã seria financiado com o uso de recursos do Fundeb (fundo da educação básica) e com verbas reservadas no Orçamento para pagamentos de precatórios.

Contudo, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta quarta-feira que o objetivo do governo, ao examinar os recursos para o pagamento de precatórios, é para manter as despesas controladas, e não para o financiamento do Renda Cidadã.

 

 

Leia Também

Guedes agora nega uso de precatórios no Renda Cidadã

Renda Cidadã de Bolsonaro tira R$ 8 bi do Fundeb e prejudica 17 milhões de crianças

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora