Gilmar Mendes é contra impeachment ou cassação de Bolsonaro: “Torço pela estabilidade”

"Eu torço para que haja estabilidade institucional e formulo votos para que o governo encontre esse equilíbrio", diz o ministro do STF

Jornal GGN – O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, disse na manhã desta segunda (15) que é contra o impeachment de Jair Bolsonaro ou sua cassação via Tribunal Superior Eleitoral. Em entrevista à rádio Bandeirantes, ele afirmou que torce pela estabilidade e fim das crises institucionais.

“Eu não estou entre aqueles que escrevem que deveria haver uma solução do impeachment ou que deveria haver solução do encurtamento dos mandatos pelo TSE. Eu torço para que haja estabilidade institucional e formulo votos para que o governo encontre esse equilíbrio”, disse Gilmar.

Minutos antes, o ministro afirmou que “de forma pessoal”, torce para que Bolsonaro “reduza seu ciclo de crises” e pare de conflitar com “todos os demais setores”. “O Raul Jungmann disse que o presidente está substituindo o presidencialismo de coalizão pelo de colisão, o que não é desejável, e a gente sabe que isso acaba não tendo um bom desfecho.”

Assista abaixo:

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Marco Aurélio atende AGU e suspende depoimento presencial de Bolsonaro

15 comentários

  1. Tucano como sempre, ele apenas segue o golpista-mor fhc. O primeiro e decisivo passo pra mega crise de hoje foi dada por ele ao retirar o Lula do ministério sem sequer ser indiciado. A história não esquece e eu também, fdp.

    10
  2. Esse é o ministro que o Nassif reabilitou, parece que o Nassif esqueceu que Gilmar antes de mais nada é Tucano de bico largo, como o escorpião da fábula jamais poderá evitar sua verdadeira natureza.

    • É bem da psicologia de nosso bom Luís Nassif.
      Nassif se apega desesperadamente a tudo que é figura de direita para não admitir a completa falência das institucionalidades e a decorrência desta para a luta política: a necessidade do chamado às ruas e mobilizações populares.
      Em 2013, tão logo começaram as manifestações, Nassif escreveu um artigo no qual expressava sua fé em que as elites – foi exatamente este o termo usado – saberiam apaziguar as ruas.
      Quando o golpe do impeachment já ia adiantado, ele recomendava que Dilma pedisse a intermediação de Michel Temer para impedir o golpe!
      Depois, jogou suas fichas no STF.
      Se pesquisarmos seus artigos quando se preparavam para encarcerar Lula, certamente recuperaremos fartura de outras apostas perdidas.
      Omitirei algum nome ou instituição, mas de lá pra cá tivemos apostas no general Villas Bôas como o bastião de racionalidade no governo Bolsonaro, no general Braga Netto, em Rodrigo Maia, em Davi Alcolumbre e, é claro, na frente ampla – Gilmar você já citou.
      Nassif também não tem sido muito feliz quanto a previsões. No comecinho de 2019, ele dizia que a reforma(desmonte) da Previdência não sairia porque Bolsonaro criara um clima de confronto político que impedia as negociações.
      Pouco depois, previu a queda de Bolsonaro para dali a seis meses.
      E aqui estamos no ano 5 D.G.(Depois do Golpe)/ano 2 da Era Bolsonaro.

  3. Bastou um dos filhotes do sujeito que ocupa a presidência da República tuitar alguma besteira contra o beiçola do STF para que esse covardão colocasse o rabinho no meio do bico .
    Contra o presidente Lula, que sempre valorizou as leis,esse sujeito deu um jeito de impedi -lo de ajudar o país a buscar essa estabilidade que ele,hipocritamente, diz defender.

  4. Torce nada. Tentaram de todas as formas derrubar o Presidente e não conseguiram. E contra o Povo não existe força que pode suplantar. “Do Povo, pelo Povo, para o Povo”. Quem vai colocar o guizo no pescoço do gato? Estes Covardes?!! Tá com o rabo na mão. Dando live direto de Porto ou Lisboa. A Verdade é Libertadora. Pobre país rico. A matéria de Filipe Martins (GGN 15.06.20) foi arrasadora e definitiva. Mas de muito fácil explicação. ALOÍSIO

  5. Ou, Ou!
    Ou o gilmar está tentando parecer isento para não ser acusado de suspeição quando tiver que julgar Ou alguém tem uma foto dele pelado em atitudes vergonhosas.
    Quem sabe as duas hipóteses.

  6. Os fofos que esperam a queda de Bolsonaro pelas vias institucionais podem abandonar ilusões.
    A única via para derrubar o desgoverno são as ruas.
    Tudo menos, é conversa mole de frenteamplistas.

  7. O Gilmar Mendes se manifesta contra o impitiman mas não se manifestou contra os disparos de fake news pela chapa Bostonaro/Mourão.

  8. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome