Moro não prova vínculo entre dossiê Intercept e ataque hacking

Até que se prove o contrário, são dois assuntos distintos que Moro mistura porque lhe convém: de um lado, a invasão hacking que resultou em 4 inquéritos da Polícia Federal. Do outro, o dossiê do Intercept

Foto: Lula Marques

Jornal GGN – Renata Ávila e Joana Varon assinam artigo no El País desta sexta (21) alertando para o fato de que, até agora, Sergio Moro não apresentou nenhuma prova que justifique a vinculação, por ele e procuradores da Lava Jato, entre o alegado ataque hacking que sofreram há algumas semanas e o vazamento divulgado pelo Intercept Brasil.

Desde que o dossiê recheado de conversas de Telegram entre Moro e procuradores veio à tona, expondo o conluio entre Juízo, Ministério Público e parte da imprensa, o hoje ministro da Justiça tem usado como escudo a invasão de um hacker na privacidades dos membros da operação e em seu celular, para tangenciar a crise.

O discurso de Moro é curioso: ele admite que costumava trocar mensagens com procuradores, mas se recusa a admitir a autoria do que foi divulgado pelo Intercept até agora. Primeiro, diz que não lembra das conversas; segundo, que os diálogos foram (ou não) adulterados pelo hacker.

Para as autoras, até que se prove o contrário, são dois assuntos distintos que Moro mistura porque lhe convém: de um lado, a invasão hacking que ocorre desde abril, e que resultou em 4 inquéritos da Polícia Federal. Do outro, o dossiê do Intercept.

Pelas deixas dos jornalistas do portal, é mais provável que um “whistleblower” – um denunciante que “presenciou as ilicitudes e condutas antiéticas da Lava Jato”, e decidiu abrir o bico sob a condição do anonimato – tenha colaborado com as informações, do que a hipótese de “crime em andamento”, elaborada para a auto-defesa de Moro.

Leia também:  Fora de Pauta

“Focar o debate na existência de um pretenso hacker, um personagem imprevisível e misterioso, é a materialização de uma tática milenar daqueles que estão no poder: criar um inimigo comum para funcionar como cortina de fumaça, capaz de tirar o foco em conflitos internos, transferir a raiva para o desconhecido e, assim, encobrir ilegalidades e comportamentos antiéticos.”

CARO LEITOR DO GGN,

ESTAMOS EM CAMPANHA PARA SUBSIDIAR UMA GRANDE REPORTAGEM QUE MOSTRARÁ A REALIDADE DE QUEM VIVE A CAPITALIZAÇÃO DA PREVIDÊNCIA NA PELE. CLIQUE AQUI PARA CONHECER O PROJETO E APOIAR O NOSSO JORNALISMO INDEPENDENTE

>>> WWW.CATARSE.ME/OEXEMPLODOCHILE <<<

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

16 comentários

  1. Jogou sua carreira de juiz no lixo…antes todos o inalteciam mas agora após o ocorrido vê se que agiu levianamente

    4
    5
  2. Aliás, primeiro esses desMoronados e dallanzóis e outros quitais necessitariam provar que tiveram seus smartfones haqueados, para isso – e para início de conversa, precisariam entregar os aparelhos a quem? Ora, ora e ora: poliçafederalistabolsonazi. Então, tá… Haja paciência com este país de merrecas.

    9
    5
    • Segundo que não tem hacker algum só lammers e losers, lammers mandando sms pedindo código de confirmação e losers replicando esse sms com os dígitos de confirmação de conta recebidos. isso deveria terminar em processo administrativo de quem caiu nesse golpe simples assim, agora ninguém realmente se tocou que Intercept está conferindo provavelmente papéis do Panamá com material que recebeu do MP ? e na hora que vazar uma grana lavada ? como fica e o caso do Senador Flávio, que mesmo sabendo que se tratava de Fakenews levou-a ao Senado a um enorme publico que assistia para difundir um texto absurdo de total desconexão e desconhecimento da área, fora erros absurdos de tradução, e quem está segundo matéria da Isto é coordenando a Policia Federal em uma operação contra algo que não existe, algo que através dos próprios erros cometidos provasse irreal, uma total desperdício de dinheiro publico, è preciso pulso firme para exigir apuração e punição se realmente ocorre esse fato ou se é outra fakenews propagada pela Isto É.

  3. Diante dessa balbúrdia, só sei de uma coisa: Que o ex-Presidente Lula foi condenado sem prova material. Acredito mais na palavra de Lula do que na palavra de Moro; que a condenação de Lula é uma farsa; que o ex-juiz Moro, em conluio com Deltan Dallagnol, e demais Procuradores da Lava Jato, que atuaram no caso Lula, são um bando de mentirosos, bandidos, crápulas, e criminosos, inclusive, utilizando-se de “lawfare”, uso indevido da lei para fins políticos, e pessoais, objetivando condenar Lula, mesmo sem prova, com respaldo do Departamento de Justiça dos Estados Unidos que os orientou; que essa gente deveria ser exonerada de seus cargos a bem do Serviço Público, e que todos fossem investigados, processados e, se comprovadas as irregularidades, que fossem julgados, condenados e colocados no Xilindró.

    17
    6
  4. Essa é infelizmente a realidade em nosso país, onde uma “burguesia” insatisfeita com políticas que contemplou grande parcela da população. Hoje assistimos essa pouca falta de vergonha entre justiça, parlamentares e parte da imprensa na luta da preservação de seus privilégios. Assim o Brasil vai pra gente mesmo.

  5. Como não PROVA ! ? Todo o material obtido pelo Intercept foi obtido por hackeamento criminoso e ilegal !
    Tá todo mundo doido aqui ? !
    Ou intercept confessa que roubou pessoalmente as informações, ou admite que a fonte é oriunda de hackeamento …

  6. o inimigo é o outro, nesse caso os governos
    progressistas nos quais, paradoxalmente,
    havia pleno emprego, maior consumo, economia
    crescendo,inclusão social etc,etc…

  7. Dizem que são mais de 17 mil paginas em documentos mensagens audios e videos , pelo que me consta ainda não há celulares no mercado com memoria o suficiente para tanata coisa , é obvio que não foi invasão .

  8. É um absurdo dizer que Lula é inocente. E os demais presos em decorrência da Operação Lava Jato também são? O Eduardo Cunha também é inocente? É obvio que não são. Precisamos aceitar esse período negro de corrupção em nosso país e torcer para que não volte mais. Se há alguma anormalidade nos fatos noticiados contra o Ministro Moro, que sejam encaminhados ao STF para investigação, como também está sendo investigado a suposta forma da aquisição dos diálogos. É assim que funciona. Usar isso para tirar criminosos da cadeia não podemos aceitar retrocessos.

  9. lembro que se virou um problema geopolitico,
    sabe-se que desde o início a lava-jato tinha
    esses interesses geopoliticos –
    entregar nossas riquezas aos imperialistas….
    quer dizer: a luta continua a mesma,
    só que com novas trapaças e invenções
    corroboradas pela globo golpista e pentagonal…

  10. Ignorar o poder da Internet, aí inclusas todas as redes sociais( Facebook, WhatApps, Twitter, Telegram e outros, é de uma ignorância inconcebível, pois assim como estes veículos de mídia digital, nos ajudam nas buscas e divulgações rápidas e eficazes, elas também têm o poder de atingir a quem comete êrros que poderão virar-se contra quem errou.
    Querer impedir, e/ou cercear a liberdade de expressão do Telegram, porque ele agora atingiu o cerne podre do Poder Judiciário, é querer tapar o sol com uma peneira, e só vai alastrar ainda mais, o fogo que esta pólvora vai causar.
    E o The Intercept, começou a procura( e achar) parceiros na mídia nacional, que na iminência de ficarem “na poeira” estão aceitando parceirizar-se nas publicações, e isso é uma bola de neve .

  11. é tão evidente a inocencia de lula que as pessoas
    nem precisam mais repetir isso….
    tá implícito em cada comentpário….
    só um idiota metido a letrado é que
    banca o contrário….e põe panca
    de proressista…

  12. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome