Núcleo ideológico cogita nova candidatura ao comando da Câmara

Movimento conta com evangélicos, ruralistas e tem o apoio de Jair Bolsonaro, mas esbarra no temor de retaliação de Arthur Lira

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina - Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Jornal GGN – Deputados que integram o núcleo ideológico do entorno do presidente Jair Bolsonaro cogitam uma candidatura alternativa, devido à resistência apresentada ao nome do líder do centrão, Arthur Lira (PP-AL), que também conta com o apoio presidencial.

A articulação tem a participação de integrantes das bancadas evangélica e ruralista, que tentam construir consenso em torno do nome da ministra da Agricultura, a deputada licenciada Tereza Cristina (DEM-MS).

Existe a percepção entre esses parlamentares que o nome de Tereza Cristina agrega mais apoios do que o de Lira uma vez que, na visão deles, ela tem a simpatia de nomes da esquerda e poderia ter o respaldo do atual presidente, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Além disso, ela se mostra mais aberta a discutir a pauta de costumes (considerada prioritária por esses deputados) do que o líder do centrão.

Segundo o jornal Folha de São Paulo, a iniciativa tomou corpo há dois meses e agora tem sido colocada em prática. Embora tenha dado aval ao nome de Arthur Lira, deputados bolsonaristas conseguiram o aval presidencial pra tal movimentação.

 

 

Leia Também
A Reforma Administrativa e as fake news da Faria Lima
Oposição acena apoio a candidato de Rodrigo Maia
Cofecon, em nota, faz defesa da renda básica e da cidadania
Carta aos jornalistas 3: a diferença entre os tipos de investimento, por Luis Nassif

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora