Bolsonaro condecora militares de Israel que trabalharam apenas quatro dias em Brumadinho

Grupo de 136 homens e mulheres das Forças de Defesa de Israel ficaram poucos dias em Brumadinho e deixaram de contribuir com as buscas porque equipamentos não eram apropriados.

Foto: Alan Santos/PR Agência Brasil

Jornal GGN – O presidente Jair Bolsonaro, no segundo dia de visita a Israel, condecorou nesta segunda-feira (1) os 136 militares daquele país que vieram ao Brasil em janeiro para atuar nas buscas e resgates em Brumadinho.

Bolsonaro concedeu ao grupo a medalha da Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul. A condecoração brasileira é a mais alta que um presidente pode atribuir a cidadãos estrangeiros, segundo o Ministério das Relações Exteriores. Entre as personalidades que já receberam a medalha estão a Rainha Elizabeth II, Alain Prost e Ernesto Che Guevara.

O grupo da brigada israelense chegou em Brumadinho no dia 28 de janeiro, com a promessa de colaborar com as buscas usando equipamentos de última geração, como sonar para captar sinais telefônicos, e drones equipados com câmeras termais e com capacidade de georreferenciamento.

“Estaremos aqui enquanto tivermos utilidade”, disse o coronel Colan Vach, que comandava a missão israelense logo quando chegou.

Apenas quatro dias depois, em 31 de janeiro, o grupo das Forças de Defesa de Israel voltou para o seu país. O argumento foi que os equipamentos não eram efetivos para o tipo de desastre que aconteceu em Brumadinho.

Eles poderiam ter continuado no município, auxiliando de outras formas as demais equipes de resgate, mas decidiram concluir a missão.

No mesmo dia em que a equipe israelense chegava em Brumadinho, em 28, bombeiros voluntários de outros estados aguardavam autorização do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil de Minas Gerais para atuarem nas buscas.

Leia também:  Conheça Sheldon Adelson, bilionário que convenceu Trump a mudar embaixada para Jerusalém

O Comandante Santos, do grupo de Bombeiros voluntários de São Paulo, chegou a confirmar em entrevista à rádio Jovem Pan que a equipe tinha sido dispensada de ajudar por um coronel de Bombeiros de Minas Gerais. O mesmo aconteceu com os Bombeiros voluntários de Santa Catarina.

No dia 30 de janeiro, os grupos voluntários de outros estados conseguiram ser admitidos para trabalhar nas buscas.

Só a Associação dos Bombeiros Voluntários no Estado de Santa Catarina (Abvesc) enviou três forças-tarefa. A última chegou em Brumadinho no dia 12 de fevereiro com equipamentos específicos para a missão, além dos bombeiros militares e cães de busca e resgate. Bombeiros voluntários do Rio de Janeiro e do Maranhão também participaram das buscas.

No dia 25 de março, após 60 dias do desastre provocado pelo rompimento da barragem da Vale S.A, em Brumadinho, a Defesa Civil apontava um total de 214 vítimas fatais e 91 pessoas desaparecidas, totalizando 305 mortes.

Reconhecimento

Em São Paulo, no dia 11 de fevereiro, o governo estadual realizou um evento no Palácio dos Bandeirantes para premiar os voluntários. O governador João Doria (PSDB) agraciou o grupo de policiais e bombeiros com medalhas e um certificado.

No Maranhão, os 22 bombeiros militares que atuaram em Brumadinho receberam em 18 de fevereiro a mais alta condecoração do Estado, a Ordem dos Timbiras, das mãos do governador Flávio Dino.

No Rio de Janeiro, os militares voluntários também foram homenageados pelos esforços. Cerca de 80 homens receberam medalhas entregues pelo governador Wilson Witzel e pelo comandante geral do do Corpo de Bombeiros Roberto Robadey.

Na sexta-feira (29), o Senado realizou uma sessão especial para homenagear vítimas, o Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais e as corporações de outros estados que enviaram homens para trabalhar nas buscas de vítimas do rompimento da barragem.

7 comentários

  1. Um presidente sabujo que envergonha cada brasileiro decente. Nenhum bombeiro brasileiro recebeu qualquer homenagem do executivo federal e ele vai lá entregar a mais importante comenda do país a quem nada fez por Brumadinho.

  2. Viajou até Israel para dizer que abrirá escritório de negócios na região ocupada e para condecorar quem nada fez. Ou seja: não tinha p* nenhuma pra fazer lá.
    Continua improdutivo como sempre. Apenas deixou de ser sedentário na câmara para virar turista com todos os custos bancados pelo povo.

  3. Isso aí não preside porra nenhuma, um vagabundo que só está no posto por fraude!!
    Ele e seus filhos fazem por merecer a pena de morte !

  4. Isso me lembra o caso do emerson falido fitipaldi mas que tem o junior correndo na inglaterra com os bombeiros que o salvaram qdo o seu ultra leve caiu. Quem mereceu homenagem e reconhecimento foi a Amil com seus famosos helicopteros e aviões ambulâncias. Aff, tamo mal muito ml, e ainda vai piorar….

  5. Nassif: digam o que disserem, mas daBala, com essa do salário mínimo voltar ao patamar do governo do Príncipe de Paris, é um gênio (às avessas). Dizem que o próximo passo é mandar revogar a LeiAúrea, principalmente para aqueles negros que pesarem mais de 3,5 arroubas. Como 8/10 (equivalente a 44,8 milhões de votantes) de seus eleitores são pessoas abastadas, KibeCoxinhas e VarandasGourmets, será uma maravilha. Nunca mais serão incomodados nos restaurantes e pizarias com a figura incômoda de seus empregados também comendo por lá. Os VerdeSauvas já avisaram se a galera que não votou neles reclamar, vão botar os tanques na rua. Aprenderam no Haiti como repreender povalha…

  6. Nassif: daBala é mesmo descarado. Aqui, nem se dignou ir a Brumadinho, levar apoio moral aos parentes das vítimas de seus amigos da Vale. Nem congratulações aos bombeiros que ficaram semanas se matando para resgatar o cadáver daqueles que seus protegidos criminosamente liquidaram. Primeiro (dizem que foi obra do ministro astronauta, que até hoje não voltou à terra) vieram os judeus para um tour beneficente (parece que foi a Vale quem pagou as despesas; outros acham que saiu dos cofres da Petrobras). Ficaram menos de uma semana e se pirulitaram. Foram agraciados com a Ordem do Cruzeiro do Sul. Aos daqui, uma banana. Um “Viva” a república dos VerdeSauvas…

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome