Braga Netto liga voto auditável à realização das eleições

Em fala a empresários no Rio, militar pré-candidato a vice na chapa de Bolsonaro diz que não haverá eleições sem auditoria dos votos

Foto: Alan Santos/PR

O general Walter Braga Netto (PL) declarou a empresários no Rio de Janeiro que, se não houver a auditoria de votos defendida pelo presidente Jair Bolsonaro nas eleições em outubro, “não tem eleição”.

O pronunciamento foi feito na última sexta-feira (24/06) em encontro realizado na Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), dois dias antes de Braga Netto ser confirmado como vice na chapa bolsonarista.

Segundo relatos à jornalista Malu Gaspar, do jornal O Globo, a sala ficou em silêncio quando o militar repetiu a narrativa de Bolsonaro a respeito da urna eletrônica – vale lembrar que os votos no Brasil são auditáveis.

Democracia é coisa frágil. Defendê-la requer um jornalismo corajoso e contundente

Junte-se a nós: www.catarse.me/jornalggn

Apesar do constrangimento, os 40 empresários selecionados para a reunião não questionaram a fala do militar, que estava acompanhado do ex-ministro Eduardo Pazuello, pré-candidato a deputado federal pelo PL do Rio de Janeiro.

Braga Netto ficou incumbido de ajudar na arrecadação de recursos para a campanha de Bolsonaro, viajando para os estados onde estão os principais doadores.

No caso do Rio de Janeiro, Braga Netto é considerado próximo do empresariado por ter atuado como interventor federal ao final do governo Temer.

Leia Também

Vereador bolsonarista chama Lula de “Nove Dedos” e diz que ele “rouba e desrouba”, por Carlos Motta

PEC que institui estado de emergência volta para Câmara dos Deputados

Reduto do PT, Lula e Bolsonaro têm agenda no Nordeste este final de semana

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador