FHC: candidatura de Serra é difícil dentro ou fora do PSDB

Da Folha

Candidatura de Serra é difícil dentro ou fora do PSDB, afirma FHC

Ex-presidente diz que não há respaldo político para projeto presidencial do aliado paulista e defende lealdade a Aécio

Em entrevista a rádio de Pernambuco, tucano diz ser ‘claramente’ favorável a aliança com Eduardo Campos

DE SÃO PAULO

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso afirmou ontem que José Serra “não tem dentro do PSDB apoio para uma candidatura presidencial” e defendeu que ele fique no partido e dê suporte à candidatura do senador mineiro Aécio Neves ao Planalto.

“O Serra tinha que ficar dentro PSDB, leal, tratando de ver qual é a chance que o partido tem. Se [o candidato] for o senador Aécio, apoiando o senador Aécio. Se fizer uma aliança com Eduardo [Campos], apoiando a dupla”, afirmou em entrevista à rádio JC News, de Pernambuco, Estado governado por Campos.

O ex-presidente afirmou também que não vê “espaço político” em outra sigla para que Serra se candidate.

“José Serra tem que ter o realismo de ver qual a oportunidade que ele tem, e não só no PSDB, mas fora. Sair do PSDB é uma perda para o PSDB e também para ele. E não vejo que haja, com realismo, espaço político em outro partido que permita uma candidatura presidencial.”

FHC disse também já ter sinalizado “claramente” ser a favor de uma aliança entre Campos e Aécio em 2014.

Aécio é hoje o principal nome do PSDB para concorrer ao Planalto. Serra, que já disputou a Presidência em 2002 e 2010, pretende se candidatar novamente e tem acenado com duas possibilidades: provocar a realização de prévias entre ele e o mineiro, ou mudar para o PPS –o que tem de acontecer até o início de outubro para que o paulista possa se candidatar.

Leia também:  Se aprovada, instalação CPI da Lava Toga será fonte de mais insegurança jurídica e política, alerta jurista

O partido se reúne nesta quinta-feira para discutir cenários a partir da migração de Serra. O presidente nacional da sigla, deputado Roberto Freire, diz que não há prazo para que Serra decida, mas que facilitaria se o partido tivesse ao menos um mês para discutir alianças já sabendo da decisão do tucano.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome