A leitura das pesquisas

Fátima Pacheco Jordão é uma das principais analistas de pesquisas de opinião do país. Pela sua análise, há grandes possibilidades de segundo turno tanto em São Paulo quanto nas eleições para presidente da República. E, segundo ela, Geraldo Alckmin pode chegar ao segundo turno com condições competitivas. Fátima e seu marido, Fernando Pacheco Jordão, atuaram como analistas da campanha de ALckmin ao governo do Estado.

Sua leitura:

1. Na pesquisa Folha, deu Lula com mais de 40% e, na indicação espontânea, com 37%. Mas a pergunta chave é outra: se não fosse votar em Lula, você votaria em outro candidato? Nesse caso o índice de respostas afirmativas foi superior a 60%, o que denotaria, segundo ela, a grande volatilidade potencial do eleitorado.

2. Segundo suas análises, nem a questão da corrupção prejudicará Lula nem a da segurança a Alckmin. Os eleitores estarão muito mais focados nas propostas dos candidatos.

3. O ponto fraco de Lula é o centro-sul; o de Alckmin, o nordeste. Lula é forte entre os homens, mas enfrenta enorme resistência entre as mulheres. E há ainda um grande potencial de migração do voto feminino para a candidatura alternativa a Lula.

4. Parte relevante do eleitorado tende a definir seu voto nos dias finais da campanha. E os debates entre candidatos são cruciais. Na sua opinião, Lula foi derrotado por Fernando Collor não em função de uma suposta conspiração na edição do debate pela Globo, mas porque perdeu o debate mesmo. Nos dias anteriores, tinha se metido em uma maratona massacrante de viagens, e chegou ao debate completamente exaurido.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome