PT vai formalizar três ações contra força tarefa da Lava Jato

Partido acusa procuradores de ‘persecução penal direcionada e criminosa’; um dos processos previstos é uma notícia-crime encaminhada ao STF

Jornal GGN – O Partido dos Trabalhadores (PT) vai formalizar três pedidos de investigação contra o grupo de procuradores da operação Lava Jato em Curitiba (PR).

Em sua coluna no jornal Folha de São Paulo, a jornalista Monica Bergamo diz que uma das ações previstas pelo partido é uma notícia-crime encaminhada ao Supremo Tribunal Federal (STF) por prevaricação, abuso de autoridade e condescendência criminosa, além de uma ação civil em primeira instância e uma representação pedindo instauração de processo ético e disciplinar junto ao CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público).

Segundo o partido, a atuação da força-tarefa foi “absolutamente ilegal, desrespeitando a autoridade central do Ministério da Justiça, para promover uma persecução penal direcionada e criminosa”.

Tal movimentação ocorre em meio às trocas de acusações entre a Procuradoria-Geral da República (PGR) e os procuradores da Lava Jato de Curitiba que tem ocorrido nos últimos dias, além de uma reportagem publicada pelo jornal The Intercept Brasil em parceria com a Agência Pública, indicando que agentes do FBI teriam atuado em investigações no Brasil pela Lava Jato.

 

Leia Também
TCU quer saber se Lava Jato usou equipamentos de grampo no Paraná
A Lava Jato e as provas segundo a lei do eterno retorno, por Auditores Fiscais pela Democracia (AFD)
Dallagnol será julgado por powerpoint contra Lula em 7 de julho
Do Banestado à Lava Jato: um dossiê sobre o passado de Sergio Moro

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Comissão da reforma tributária ouvirá Guedes na quarta-feira

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome