Novo presidente do BNDES foi sócio do BTG Pactual

Nome de confiança de Paulo Guedes, atuava como secretário especial de Desestatização e Desinvestimento do Ministério da Economia

Novo presidente do BNDES, Gustavo Montezano - Foto: Hoana Gonçalves / Ministério da Economia

Jornal GGN – Foi anunciado há pouco o novo substituto de Joaquim Levy na Presidência do BNDES: Gustavo Henrique Moreira Montezano. Nome de confiança de Paulo Guedes, atuava como secretário especial de Desestatização e Desinvestimento do Ministério da Economia, ao lado de Salim Mattar na Secretaria.

“O Ministério da Economia informa o encaminhamento para a deliberação do Conselho de Administração do BNDES do nome de Gustavo Montezano, atual secretário-adjunto da Secretaria de Desestatização e Desinvestimento, para presidir a instituição”, informou a pasta, em nota à imprensa.

Entenda mais sobre a crise interna na pasta de Guedes aqui.

Montesino é um jovem executivo e banqueiro do setor privado, perfil que já havia sido adiantado por interlocutores de Guedes para presidir o BNDES. Com menos de 40 anos, ele chegou a ser sócio do BTG Pactual, banco do qual Guedes foi fundador. Gustavo, por outro lado, comandou a área de commodities do banco em Londres.

Anteriormente foi responsável pela divisão de credito corporativo e estruturados, no BTG Pactual em São Paulo. É formado em Economia pela Faculdade de Economia e Finanças do Ibmec-RJ e graduado em engenharia pelo Instituto Militar de Engenharia (IME-RJ).

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  A introdução do neoliberalismo na Reforma da Previdência

3 comentários

  1. É esse Gustavo Henrique que vai trazer informações de corrupção no BNDS para a rede globo explorar e culpar o PT, abafar o The Intercept e assim resgatar a Lava Jato/Moro e todo judiciário corrupto ??
    Eu acho que o Levy não se submeteu a esse jogo sujo !!

  2. O Joaquim Levi tem.que aprender que ordem se cumpre não se discute e quando isso não e feito e direito do patrão , fazer a demissão , agora esse novo presidente do BNDES tem uma missão a cumprir e o faça da melhor maneira possível e Joaquim Levi , tomou essa na cara por querer proteger o PT . Fazer o que?

  3. o mancheteiro da semana passada de um
    site critico ao governo deve estar pensANDO
    NA MANCHETE QUE DEU APÓS A SAIDA DE
    LEVY: PROCURA-SE UM
    DESONESTO PARA A
    PRESIDENCIA DO BNDES…

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome