Manhãs de sol, manhãs de primavera

Paraguassu canta MANHÃS DE SOL, com arranjo do próprio Paraguassu. Resgate de Luciano Hortencio.

Resgate de Luciano Hortencio

Paraguassu canta MANHÃS DE SOL, com arranjo do próprio Paraguassu

 

Manhãs de sol, manhãs de primavera

Manhãs de luz e doce das quimeras

Quanta alegria expande os corações

Quanta harmonia reluz do sol, do amor

O arroio canta os pássaros nos ninhos

Com a alacridade tão, tão delirante

Saudando o astro sol com cânticos brilhantes

É a vida que ressurge sua fase de esplendor

Só eu sinto inverno sem ter um petio amigo

Nem um sorriso terno, compartilhar comigo

A vida já me finda, sem ter felicidade

Por que te espero ainda, amor, terna saudade.

Paraguassu – MANHÃS DE SOL – popular – arranjo de Paraguassu.

Disco Continental 15.419-B.

Setembro de 1945. I

lustração: Parque do Cocó em manhã de sol, foto batida da minha janela.

Edição sugerida pelo amigo Hezir Correa.

Arquivo Nirez.

Coisas que o tempo levou.

luciano hortencio.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora