Até O Globo estranhou o timing da Lava Jato contra Lulinha

Jornal diz que PF aguardava operação contra Lulinha desde julho de 2018, mas só agora a turma de Curitiba tenta encontrar provas contra o filho do ex-presidente

Jornal GGN – Até o jornal O Globo, parceiro da Lava Jato, estranhou o timing da força-tarefa de Curitiba em relação ao filho mais velho do ex-presidente Lula, Fábio Luís, o Lulinha.

Na terça (10) pela manhã, o GGN já havia antecipado que a Lava Jato estava em posse de informações contra Lulinha e seus sócios no grupo Gamecorp pelo menos desde 2015. Inquéritos, relatórios de inteligência, quebras de sigilo e outros dados de 2016 a 2018 também foram usados para subsidiar a deflagração da Operação Mapa da Mina. (Leia mais aqui).

À noite, O Globo publicou que a Polícia Federal concluiu, em junho de 2018, pelo indiciamento de Lulinha, solicitando medidas cautelares contra ele e outros investigados.

Mas o “Ministério Público Federal e a Justiça Federal demoraram 18 meses para autorizar uma operação, e ainda não está clara a razão da demora.”

“No meio deste caminho aconteceu uma eleição presidencial, equipes da força-tarefa Lava-Jato foram refeitas, mensagens particulares dos celulares de procuradores foram divulgadas e a prisão depois de segunda instância — regra que mantinha preso o ex-presidente Lula — deixou de existir.”

O Globo acrescentou que além dos dados da Operação Aletheia (de março de 2016), a principal carta na manga que a Lava Jato tem para fomentar a nova operação contra Lulinha é o colaborador Marco Aurélio Vitale, ex-diretor comercial de Jonas Suassuna no grupo Gol.

No mais, o procurador Roberson Pozzobon admitiu que, por enquanto, a operação Mapa da Mina é uma tentativa de encontrar provas para as convicções da força-tarefa. Leia aqui.

 

4 comentários

  1. Estou convicto que Bolsonaro tem problemas mentais serios, difíceis de serem comprovados e deve ser imediatamente interditado, mas infelizmente não tenho as provas.Penso que minha convicção é a mesma de milhões de brasileiros e de pessoas mundo afora, mas infelizmente também não tenho provas. Assim, o jeito é esperar democraticamente a eleição de 2022 e corrigir a cagada no voto.vamos torcer para que até lá não nos afoguemos na merda!

    18
    3
  2. O sr. Messias é um psicopata. O olhar dele revela. E aquela risada escrota depois de dizer algo que só ele acha engraçado, é típico dos loucos mansos. É um sujeito rancoroso, vingativo, um poço de sentimentos negativos. Lembra Hitler: só falta o bigodinho. E para continuar na presidência, terá que dar um golpe. Aliás, vontade não falta.

  3. na Alemanha funcionou assim…
    assim que o povo descobriu que Hitler era um psicopata, ele deixou de ser visto como psicopata

    hoje Bolsonaro ainda é o normal de muitos

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome