Baleia Rossi é suspeito em esquema de fraudes em prefeitura

Deputado teria participado de quadrilha que desviou, pelo menos, R$200 milhões da Prefeitura de Ribeirão Preto, segundo investigação do Ministério Público de São Paulo

Foto: Câmara dos Deputados

Jornal GGN – O deputado Baleia Rossi (MDB/SP), candidato de Rodrigo Maia (DEM/RJ) para sua sucessão na comando da Câmara, é apontado como suspeito em esquema de desvio de R$200 milhões da Prefeitura de Ribeirão Preto, segundo investigação do Ministério Público de São Paulo (MP-SP) compartilhada com a Procuradoria-Geral da República (PGR). As informações são da Folha de S. Paulo. 

As apurações da Operação Sevandija começaram a partir de suspeitas sobre contratos para o fornecimento de catracas a serem instaladas em escolas do município no interior de São Paulo. A PGR foi informada do caso em 2016, após a 4ª Vara Criminal de Ribeirão Preto autorizar o compartilhamento de informações.

O Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) do Ministério Público de São Paulo solicitou à Justiça o envio a Brasília de “relatório de compartilhamento elaborado pela Agência Regional de Inteligência do Ministério Público, com os respectivos documentos e mídias, diante das referências que surgiram ao deputado federal Baleia Rossi, durante as investigações da Operação Sevandija”.

Entre os documentos, encaminhados à PGR pelos promotores de Justiça Marcel Bombardi e Luciano Romanelli, estava uma planilha apreendida na operação, em que o nome de Baleia está relacionado a valores que totalizam R$ 760 mil, sendo R$ 660 mil supostamente repassados em parcelas mensais de R$ 20 mil por um período de 33 meses, além de R$ 100 mil nas eleições de 2014.

Outros políticos de Ribeirão Preto também tiveram os nomes listados no tópico “Baleia” da planilha, com supostas transferências no total de R$ 600 mil. Além disso, também há uma uma lista sobre indicações políticas para cargos na administração local.

O Ministério Público apontou que a prefeitura usava a Companhia de Desenvolvimento de Ribeirão Preto (Coderp) para contratar uma empresa, por meio de licitações com cartas marcadas, a fim de contratar funcionários terceirizados indicados por políticos.

A PGR enviou todas essas informações a um inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF) que tramita sigilosamente desde 2018. Agora, em fase de diligências, o inquérito está sob a relatoria do ministro Kassio Nunes Marques.

Em nota, Baleia Rossi negou envolvimento no esquema e o recebimentos de valores ilícitos.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Irmão de Michelle Bolsonaro ganhou R$ 102 mil desde nomeação no ministério da Defesa

2 comentários

  1. https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2020/12/03/deputado-arthur-lira-e-investigado-por-desvio-milionario-de-dinheiro-entre-2001-e-2007.ghtml
    .
    Deputado Arthur Lira é investigado por desvio milionário de dinheiro entre 2001 e 2007
    Arthur Lira é líder do centrão e foi um dos principais articuladores da aproximação do grupo com o presidente Jair Bolsonaro. Atualmente, ele articula, nos bastidores, sua candidatura à presidência da Câmara.

  2. Isso não tem grande importância diante da CONSTATAÇÃO (não é mera suspeição) de que ele é um dos baluartes da abominável Escada para o Fundo do Poço, que chamam de “Ponte para o Futuro”. E que vai acelerar, com a ajuda nem tão inocente do PT, PCdoB, PSB, PDT e Rede, a entrega do patrimônio público aos especuladores, amigos e colegas de Paulo Guedes.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome