Blogueiro do Terça Livre aparece abalado após nova operação da PF

"Aqui levam meu computador, me impedindo de trabalhar, ninguém fala nada. É isso."

Jornal GGN – O blogueiro bolsonarista Allan dos Santos apareceu abalado em vídeo gravado para próprio canal no Youtube, o Terça Livre, depois de passar pela segunda operação de busca e apreensão da Polícia Federal. Alvo do “inquérito das fake news”, Allan foi visitado novamente pela PF nesta terça (16), agora no âmbito do inquérito dos atos antidemocráticos.

No vídeo abaixo, outro membro do canal que está gravando pergunta se Allan tem alguma declaração para fazer. Abalado com a apreensão do computador recém doado, que ele usava para trabalhar, Allan silenciou. Em seguida, foi até o portão da casa que funciona como sede do Terça Livre para falar com a imprensa.

“Esse é outro inquérito. De novo, meus advogados vão tentar ter acesso aos autos. E a gente vai falar no nosso canal, Terça Livre, novas informações. Daqui a pouco a gente começa. É isso.”

Allan disse que “no dia da [primeira] busca e apreensão [no inquérito das fake news] doaram computador para a gente. Agora levaram de novo.” Ele reclamou que não há solidariedade por parte da grande mídia em relação ao blog bolsonarista. “Aqui levam meu computador, me impedindo de trabalhar, ninguém fala nada. É isso.”

Na primeira vez em que sofreu busca e apreensão, a reação de Allan foi mais enérgica. Ele falou à imprensa que era perseguido por “crime de opinião”, que sua liberdade de expressão estava sob risco e que isso deveria preocupar todos os jornalistas.

Ele também disse que a Suprema Corte cometia atos inconstitucionais. Dessa vez, não houve críticas ao STF.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora