Bolsonaro é recebido na Câmara aos gritos de ‘fascista’ e ‘genocida’

Presidente esteve presente na abertura dos trabalhos legislativos do ano, e ironizou manifestação de parlamentares do PSOL: ‘nos encontramos em 22’

Jornal GGN – A bancada do PSOL hostilizou o presidente Jair Bolsonaro no plenário da Câmara dos Deputados, durante a solenidade de abertura dos trabalhos legislativos de 2021.

Segundo o jornal Folha de São Paulo, os parlamentares chamaram Bolsonaro de “fascista” e “genocida”, e vestiam camisetas e portavam faixas com as inscrições “fora genocida” e “impeachment já”.

“Entendemos que a presença do presidente nessa Casa não pode passar sem cobrança pra que se abra o impeachement e se garanta vacina pra todos urgentemente. O que está em curso é um genocídio. Bolsonaro tem responsabilidade direta pelas mortes em decorrência da pandemia”, afirmou Talíria Petrone (PSOL-RJ), líder da bancada do partido.

Em resposta, aliados chamaram o presidente de “mito”. Em discurso lido no plenário, Bolsonaro disse que, apesar das divergências nunca, desrespeitou autoridades que ali estiveram. E arrematou: “nos encontramos em 22”, em tom irônico e em referência à próxima eleição presidencial.

 

Leia Também
Encurralado, Aras se enrola com suas omissões, por Marcelo Auler
Fachin: privatização de estatais deve passar pelo Congresso
Bia Kicis, a bolsonarista indicada para comandar a Comissão de Constituição e Justiça
PT fica com uma cadeira da Mesa Diretora da Câmara
Guedes mostra contrariedade com recriação de ministério

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora