Bolsonaro: “Se essa cambada chegasse no poder em 64, a gente tava fodido”

Elogiando tropas militares, Jair Bolsonaro disse também que não participar de atos durante o coronavírus é como "um general na retaguarda e deixar a tropa se ferrar"

Jornal GGN – Após Abraham Weintraub falar o que ele acredita ser ameaças do “partido comunista”, de “perder a liberdade”, que transformaria o país “numa colônia”, segundo a sua percepção [leia mais aqui], Bolsonaro disse que se “essa cambada” chegasse “no poder em 64”, ano do golpe que instaurou a ditadura no Brasil, “a gente tava fodido, todo mundo aqui”.

“Eu tô vendo o mais antigo aqui, o General Heleno aqui. Ele sabe o que foi meia quatro. Muitos aqui não sabem. Essa cambada que tentou chegar no poder em meia quatro, se … se tivesse chegado, a gente tava fodido, todo mundo aqui. Cortando … ia tá felicíssimo se tivesse cortando cana, ganhando vinte dólar por mês. Não pode esquecer disso.”

Em trecho posterior, o mandatário defende que ele e os ministros participem de atos e visitas oficiais em plena aglomeração, em meio à pandemia do coronavírus, para “sentir o cheiro de povo”, para “dar exemplo” e mostrar “que estão na frente” no comando do país. E fez uma analogia a tropas militares:

“É uma experiência pra todo político sentir! Ir lá ver como é que tá o negócio. Ou a gente tem que tá, como se fosse, né, ô? Um general na… na retaguarda e deixar a tropa se ferrar na frente. Não! O general tá, tá na frente, o coronel tá na frente, o capitão tá na frente. Nossos heróis da segunda guerra mundial tiveram na frente de campo de batalha”, afirmou.

Leia também:  Cinco fatos surpreendentes sobre desigualdade no Reino Unido

“Se precisar que, tenho certeza, nossas forças armadas vão cumprir com seu papel, mas, né?”, continuou, em seguida, sem especificar a que se referia ao uso das Forças Armadas.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

4 comentários

  1. So faz e fala bobagem.
    Os que sao elogiados ficaram 21 anos e nada fizeram a não ser merda. E quando começamos a virar algo parecido com um pais, deram outro golpe que descambou neste traste.

  2. “O general tá, tá na frente, o coronel tá na frente, o capitão tá na frente”. Ou seja, se tirou da reta. Te cuida, Heleno, você pode ser o primeiro no sacrifício: vai te botar na linha de frente, antes do coronel e do capitão.

  3. Ele é abstêmio, nunca tomou uma dozinha se quer de de pinga ou qualquer coisa alcoolica, nem nunca fumou nada, esse é seu grande problema.
    Fumar, beber é conhecer as entranhas do nosso povo sem com isso se deixar levar pelo vicio.
    Disso o Lula nunca sofreu, nem eu.
    Não precisa ser um Janio Quadros nem Winston Chuchil.

    O que falta ao bozo é boteco, é vontade de ir mas ter que manter a minha fama de mal, como bem diz o Erasmo.

    1
    1

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome