Por 9 votos a 1, STF mantém Weintraub no inquérito das fake news

HC sustentava que os ataques de Weintraub contra o Supremo, expostos em vídeo de reunião ministerial, não têm relação com o inquérito da fake news

Educação, Abraham Bragança de Vasconcellos, Posse

Jornal GGN – O Supremo Tribunal Federal decidiu por 9 votos a 1 manter o ministro da Educação, Abraham Weintraub, no inquérito das fake news. Seguindo o voto do relator Edson Fachin, a maioria dos ministros rejeitaram o habeas corpus impetrado em favor de Weintraub pelo ministro da Justiça Augusto Mendonça.

Votaram contra o HC Fachin, Luís Roberto Barroso, Cármen Lúcia, Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Rosa Weber, Luiz Fux, Celso de Mello e Ricardo Lewandowski. Apenas o ministro Marco Aurélio Mello votou de forma contrária. O ministro Alexandre de Moraes, relator do inquérito das fake news, se declarou impedido.

Mendonça havia argumentando que os ataques de Weintraub contra o Supremo, expostos em vídeo de reunião ministerial, não têm relação com o inquérito da fake news.

Leia também:

Ministro da Justiça pede habeas corpus para Weintraub no inquérito das fake news

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora