Preços na indústria desaceleram e atingem 0,61% em junho

Alta nos preços do petróleo e do álcool não influenciou resultado, segundo levantamento do IBGE; variação no semestre chega a 3,94%

Jornal GGN – Os preços da indústria fecharam junho em alta de 0,61% frente ao mês anterior, por conta da atividade relacionada a derivados de petróleo e biocombustíveis (17,07%), segundo o Índice de Preços ao Produtor (IPP) divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Embora o índice tenha avançado, houve desaceleração em relação ao visto em maio, quando a variação foi de 1,16%. Mesmo assim, o índice subiu pelo décimo primeiro mês consecutivo.

Diferentemente dos últimos meses, a atividade de alimentos, que tem o principal peso no índice geral (cerca de um quarto do indicador) e acumula alta de 17,38% no ano, registrou uma variação negativa de -0,79%. Além disso, menos da metade (11) das 24 atividades pesquisadas apresentou variação positiva.

O que puxou o IPP para o campo positivo foi o refino de petróleo e produtos do álcool. “O preço nessa atividade é muito ligado ao praticado no mercado internacional de óleo bruto de petróleo. Com a pandemia de Covid-19, o mundo inteiro reduziu o consumo de combustíveis, mas a produção continuou, o que acabou gerando um excesso e provocando queda nos preços. Mesmo com a alta de 17,07% em junho, os preços no setor ainda acumulam queda de 25,37% no ano”, disse o gerente do IPP, Manuel Campos Souza Neto.

Outras variações que afetaram o índice no período foram a do fumo (-6,08%), a dos calçados e artigos de couro (-5,82%) e a de outros equipamentos de transporte (-4,25%).  Em termos de influência, sobressaíram, além do refino de petróleo e produtos de álcool (1,12 ponto percentual) e dos alimentos (-0,20 p.p.), a metalurgia (-0,21 p.p.), com queda de 3,21%, e as indústrias extrativas (0,17 p.p.), com alta de 3,75%.

Leia também:  Partidos guardam dinheiro do fundo partidário para 2022

 

 

Leia Também
Crise econômica se instalou no Brasil muito antes da pandemia, diz especialista
O centenário de nascimento de Celso Furtado, por Rodrigo Medeiros
Proporção de pessoas ocupadas afastadas do trabalho voltou a cair
Preço dos combustíveis impulsiona prévia da inflação oficial

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome