TSE escolhe a dedo testemunhas do caixa 2 de Bolsonaro no WhatsApp

Julgamento sobre o suposto crime eleitoral de 2018, que levou Bolsonaro à Presidência, começa ouvindo funcionária do governo que trabalhou na única agência que não faz disparos em massa

Jornal GGN – O Tribunal Superior Eleitoral começou a ouvir as testemunhas do processo que apura o caixa 2 de Jair Bolsonaro no WhatsApp, denunciado pela repórter Patrícia Campos Mello, da Folha de S. Paulo, após o resultado das eleições de 2018.

Nesta semana, depois de passar 10 meses com a ação praticamente parada, o TSE decidiu começar ouvindo como testemunha do caso a hoje assessora da Secretaria Geral da Presidência (com salário de R$ 10 mil), Rebeca Félix Ribeiro.

[O GGN prepara uma série de vídeos para mostrar a interferência dos EUA na Lava Jato. Quer ser nosso aliado nessa causa? Clique aqui]

Rebeca trabalhou, durante a eleição, na AM4 Inteligência Digital, única agência que não fez disparos em massa no WhatsApp, porque não oferece esse tipo de serviço, informou o Valor Econômico desta quinta (15).

A AM4 recebeu cerca de R$ 1 milhão da campanha de Bolsonaro. Rebeca, por sua vez, foi nomeada para o governo 14 dias depois da posse do presidente de extrema-direita.

Ao TSE, o PT, que moveu a ação, levantou a suspeição de Rebeca, pois ela, com cargo no governo, teria interesse em proteger o presidente em seu depoimento. O juiz eleitoral Antonio Schenkel, contudo, negou o pedido para suspender a testemunha.

Rebeca afirmou em seu depoimento que se houve disparos de fake news ou outras mensagens em favor de Bolsonaro, ela desconhece.

Segundo o jornal Valor Econômico, a Justiça Eleitoral derrubou 3 testemunhas – os nomes não foram informados pelo diário – e começou a adiar outros depoimentos.

Leia também:  Proposta polêmica: pelo fim da Justiça Federal

A jornalista Patrícia Campos Mello, que tem detalhes do que teria ocorrido em 2018, não está entre as testemunhas escolhidas pelo TSE.

O caixa 2 teria sido financiado por empresários anti-petistas que contrataram agências de disparo de mensagens em massa para atacar o candidato do PT, Fernando Haddad.

A ação foi reforçada no segundo turno da eleição presidencial – com contratos que teriam chegado a R$ 13 milhões por serviço – justamente quando Haddad foi acusado falsamente até de estupro de menor.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

6 comentários

  1. Queríamos o quê, que a rosinha se despetalasse em prol da verdade, da ética e da moralidade pública? KKKK, jamais alguém que foi assessorada (assenhorada) pelo desMoronado chegará ao patamar da legalidade.

  2. Na dúvida aqui…
    seria como escolher testemunhas para um casamento?

    às vezes vezes a escolha de testemunhas e o falso testemunho caminham de mãos dadas

    estão?

  3. NÃO EXISTE JUSTIÇA SÉRIA NA TERRA DE MACUNAÍMA. OS DISPAROS SÃO UMA REALIDADE QUE O TSE DE BOZOBOSTA NÃO QUER VER….É ISTO!

    11
  4. Enquanto os órgãos que deveriam zelar pela lisura e etica nas eleições buscam, pelo que se deduz do artigo, acochambrar processos, o que manterá no poder um bando de fanfarrões arautos da violência e do ódio, no Rio de Janeiro, governado por um fanfarrão, a morte de mais uma jovem durante operação policial — a 15ª pessoa morta nessa situação desde sexta-feira (9) — é chorada por parentes e amigos. .
    https://www.jb.com.br/rio/2019/08/1013633-mae-morre-e-bebe-e-baleado-durante-acao-policial-no-rio.html
    Os falsos lideres eleitos, que instigam à barbárie, deverão ser julgados por estes crimes.

  5. Repito o que digo desde os dias próximos da eleição: se julgadores do TSE tivessem vergonha na cara,essa investigação já estaria terminada e tudo estaria se encaminhando para a cassação da chapa dos corruptos tslistas, com marcação de nova eleição com presença de Lula…..mas cadê vergonha? Infelizmente,somos um país de merdas que nem pra ir às ruas aos milhões para impedir o roubo da reforma da previdência, da trabalhista, nem pra impedir general cafajeste de atemorizar STF com seus armados, nem pra dar um cala a boca mais sério no boçal……ou seja, o tse não tem vergonha na cara e nós, povo, menos ainda……portanto, eles são nosso espelho. Que aquele maldito asteróide não demore muito…..pois tá difícil suportar esse ódio contra os vermes fardados, alguns políticos, governantes e povão idiota que se imbecilizou completamente com a midia golpísta e com seus tablets….trocando imbecilidades no dia a dia e acreditando nelas.

  6. Ora, se o judi$$iario operou fortemente na construção do golpe, “…com STF, com tudo!!…”, pisoteou nas leis e na Constituição para prender o principal candidato, seu adversário e, não contente com isso, incentivou, patrocinou acobertou a fraude nas eleições de 2018, evidentemente que não vai recuar agora na sua aventura criminosa.
    Tem muito mais. Não é de hoje que os tribunais atuam fortemente na interferência sobre o debate político, com sucesso, na construção desse quadro caótico assistido nessas manadas vinham chegando e pioraram agora no Congresso Nacional. Por isso essas quadrilhas se identificam tanto com o desgoverno abominável. Porque ambos tem em comum o mesmo objetivo. Destruir o Brasil.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome