Pais e Trabalhadores, por Ricardo C. Fraga

Agora, próximos do dia dos pais, o mais relevante é sabermos de nosso valor e, mais ainda, termos a coragem e cuidado de evitar sermos o protagonista principal

Foto no blog SemMim

Por Ricardo C. Fraga

No dias das mães, algumas linhas reconheciam o seu valor:

O potencial, exercido ou não, de reviver o ato de nascimento, em outro papel, é considerável.
Eleva as mulheres, todas, para a condição que permite superar o maior trauma individual de quase todos nós.
Em conjunto, coloca todas num pedestal que desejamos acreditar habilitá-las a construir a solução, inclusive, de todos nossos traumas sociais
“.

Agora, próximos do dia dos pais, o mais relevante é sabermos de nosso valor e, mais ainda, termos a coragem e cuidado de evitar sermos o protagonista principal.

Na condição de profissional do Direito do Trabalho, impõe-se registrar o mais profundo reconhecimento da validade de todo debate sobre a licença paternidade e melhor modo de fortace-la.

Já houve a elevação destes dias, em número não expressivo, http://personalitte.net.br/index.php/blog-dynamic/61-o-caminho-para-a-moderna-licenca-parental-por-rodrigo-trindade-de-souza-juiz-do-trabalho-da-4-regiao

Em sala de audiência, ao final de 2018, teve-se notícia sobre cidade de porte médio, em nosso Estado, Rio Grande do Sul, com peculiares dificuldades econômicas e mais de cem novos processos judiciais de investigação de paternidade. Descabe nominá-la aqui. Cabe, sim, meditar sobre estes temas e suas urgências.

Parabéns a todos Pais.

Ricardo C Fraga – vice presidente do TRT RS

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  A campanha “Lula Livre” e o impasse das forças progressistas contra esse governo, por Álvaro Miranda

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome