Witzel critica Ministério da Saúde e governo federal sobre combate à pandemia

Ex-governador do Rio de Janeiro diz que verbas não foram suficientes, e que cooperação foi “praticamente zero”

Ex-governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel. Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Jornal GGN – O nível de cooperação com o Ministério da Saúde no combate à pandemia da covid-19 foi “praticamente zero”, disse o ex-governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, à CPI da Pandemia nesta quarta-feira.

“O nível de cooperação foi praticamente zero, o que nós tivemos ao longo de todo esse período foi uma ‘des-cooperação”, disse Witzel, detalhando inclusive um pedido de reunião com o comandante militar do Leste para pedir apoio à montagem de hospitais. “Não tivemos o apoio. O militar disse que estava disponível para dar apoio à época, mas é evidente que militar cumpre ordens para executar o trabalho (…) Isso não foi feito, portanto é mais uma falta de colaboração – não do Exército, mas de quem manda no Exército”.

Quanto ao envio de verbas federais, Witzel ressaltou que o volume de dinheiro foi insuficiente. “Desde o começo da pandemia os governadores clamaram pela aprovação rápida do auxílio emergencial. Sabíamos que haveria redução de ICMS, de ISS e que somente o governo federal é que pode lançar mão de recursos para encaminhar aos estados. O estado não pode fazer empréstimos, estado não pode emitir moeda (…)”.

O governador fluminense ressalta que, quando você pede para a população ficar em casa por ser necessário, mas falta uma resposta na mesma velocidade em que as medidas eram adotadas, é evidente que o gerenciamento da pandemia seria dificultado.

Witzel também destacou a dificuldade dos governadores em se reunir com o presidente Jair Bolsonaro. “Na reunião dos governadores com o presidente, nós fazíamos esse clamor para que fossem comprados de uma forma nacional os equipamentos e como não foi feito cada governador, consórcio norte/nordeste, etc. foram trabalhando para poder tentar fazer o impossível”.

Acompanhe a CPI da Covid-19 pela TV GGN

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome